Rússia anuncia sanções contra Biden, Blinken e outros altos funcionários

Rússia anunciou uma resposta de "olho por olho" contra as sanções do Ocidente

Por Nick Ciolino 

A Rússia anunciou sanções contra o presidente dos EUA, Joe Biden, o secretário de Estado, Antony Blinken, e uma lista de outros funcionários do alto escalão dos EUA e figuras americanas bem conhecidas em uma troca de olho por olho com o Ocidente em meio à guerra em andamento na Ucrânia.

Em um comunicado na terça-feira, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que, em resposta às sanções sem precedentes dos EUA contra a Rússia, uma lista de americanos será “incluída na ‘lista de paralisação’ russa de forma recíproca a partir de 15 de março deste ano”, segundo o comunicado traduzido pela Interfax.

A lista de americanos também inclui o secretário de Defesa Lloyd Austin, o conselheiro de segurança nacional Jake Sullivan, a secretária de imprensa da Casa Branca Jen Psaki, o chefe de gabinete Mark Milley, o diretor da CIA William Burns, a administradora da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional Samantha Power e outros.

O anúncio vem em resposta às sanções contra os sistemas financeiros russos e indivíduos no círculo íntimo do presidente russo, Vladimir Putin, que os Estados Unidos implementaram após a invasão russa da Ucrânia no dia 25 de fevereiro.

Os Estados Unidos também anunciaram a proibição do petróleo russo e, junto com outras nações do G-7, mudaram-se para acabar com o status normal de relação comercial da Rússia, tornando mais difícil para a Rússia fazer negócios com o Ocidente.

Autoridades dos EUA apontaram a desvalorização do rublo russo, bem como o fechamento do mercado de ações russo como evidência da eficácia das sanções.

“Tornamos a guerra escolhida pelo presidente Putin um fracasso estratégico”, disse Psaki a repórteres na terça-feira.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, expressou confiança aos repórteres na terça-feira de que a Rússia “encontrará uma maneira de eliminar” sua dependência econômica do Ocidente.

“Vamos garantir que nunca nos encontremos em uma situação semelhante e que nenhum ‘Tio Sam’ nem ninguém possa tomar decisões destinadas a destruir nossa economia”, disse Lavrov.

A lista de paradas da Rússia também inclui o filho de Biden, Hunter Biden, e a ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

Como uma piada, Clinton twittou “Quero agradecer à Academia Russa por este prêmio de Realização de Vida” após o anúncio do Kremlin.

As negociações de paz entre as delegações russa e ucraniana foram retomadas na terça-feira após uma pausa na segunda-feira, de acordo com o conselheiro presidencial ucraniano Mykhailo Podolyak.

Jack Phillips contribuiu para esta reportagem.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas