Rússia abre fogo de advertência a contratorpedeiro britânico no Mar Negro

Por Agência EFE

A Frota do Mar Negro da Marinha Russa abriu fogo na quarta-feira como um alerta ao contratorpedeiro britânico Defender, que entrou em águas territoriais russas perto do Cabo Fiolent, ao sul da península da Crimeia, anexado ilegalmente pela Rússia em 2014.

“O destroier foi avisado com antecedência sobre o possível uso de armas no caso de violar a fronteira do estado da Rússia. Não reagiu ao alerta ”, ao qual a Frota do Mar Negro abriu fogo de alerta, informou o Ministério da Defesa, citado pela agência Interfax.

Às 12h06 e 12h08 horário local (9,06 e 9,08 GMT), um navio da Guarda Costeira deu dois tiros de advertência e às 12,19 horário local (9,19 GMT) uma aeronave Su-24M lançou quatro bombas OFAB-250 na frente do destroier.

“Às 12h23, hora local (9,23 GMT), as ações conjuntas da Frota do Mar Negro e das tropas de guarda de fronteira pararam a violação da fronteira estatal russa pelo destroier Defender, que se retirou das águas territoriais russas”, disse a entidade. .

Após o incidente, o Ministério da Defesa convocou o adido militar da Embaixada do Reino Unido na Rússia.

Em 14 de junho, a Rússia informou que a Marinha russa começou a monitorar o contratorpedeiro britânico e a fragata Everton da Marinha holandesa depois que os dois navios entraram no Mar Negro.

ntre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Twitter.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas