Relatório de banco suíço já prevê alta de 4,1% no PIB brasileiro para 2021

Mas o Credit Suisse adverte que é preciso aprovar reformas tributária e administrativa

Por Diário do Poder

O documento “Investment Outlook 2021” do banco Credit Suisse, ao qual esta coluna teve acesso, contém estimativas mais otimistas para o Brasil no ano que vem do que a própria equipe do Ministério da Economia.

Se o ministro Paulo Guedes espera em 2021 um crescimento de 3,5% a 4%, o banco suíço estima que o Produto Interno Bruto (PIB) subirá 4,1%, com a ressalva de que é preciso aprovar as reformas tributária e administrativa.

O banco suíço de investimento prevê tombo de 4,8% no PIB deste ano. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional previam queda de mais de 9% do PIB do Brasil, após a pandemia. Já revisaram os chutes.

A alta de 4,1% do PIB brasileiro em 2021 representaria o maior aumento da economia desde 2010, quando cresceu 7,5%.

Para o Credit Suisse, o Brasil tem condições de observar o crescimento da economia e da confiança, com a queda na taxa de juros.

 

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas