Reino Unido: banco HSBC irá cancelar contas de clientes que não usam máscaras

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

Nesta quinta-feira (14), a empresa bancária HSBC disse aos seus clientes do Reino Unido que se eles se recusassem a usar máscara em uma agência do HSBC, poderiam ter suas contas encerradas.

O chefe da rede de agências, Jackie Uhi, afirmou que aqueles que não cumprirem a regra da máscara terão seu relacionamento com o HSBC rompido.

“Infelizmente, algumas pessoas não estão conseguindo proteger a si mesmas, aos colegas de nossas filiais e a outros clientes recusando-se a cobrir o rosto dentro de nossas filiais ou observar distanciamento social”, disse Uhi.

“Se você nos visitar, por favor, cubra o rosto e mantenha uma distância segura dos outros. Se os indivíduos se colocarem ou nossos colegas em risco, sem uma isenção médica, nos reservamos o direito de retirar sua conta”, afirmou o chefe da rede de agências.

“Nossos colegas merecem respeito e não deveriam ter que enfrentar comportamento violento ou abusivo. Considere se precisa de visitar a agência ou se pode gerir o seu banco na segurança da sua casa através dos nossos canais digitais”, acrescentou Uhi.

O HSBC foi condenado no ano passado por apoiar a lei de segurança nacional do Partido Comunista da China (PCC) em Hong Kong. O presidente-executivo do HSBC, Peter Wong, assinou uma petição que “respeita e apoia todas as leis que estabilizam a ordem social de Hong Kong”.

O Reino Unido tem uma das mais rígidas medidas de bloqueios do vírus chinês do mundo. Em 12 de janeiro, a secretária do Interior britânica, Priti Patel, advertiu que a polícia aplicará cada vez mais multas para as pessoas que violarem as restrições do governo.

“Nossos policiais agora estão agindo mais rapidamente para emitir as multas quando as pessoas estão claramente violando os regulamentos do coronavírus”, disse Patel.

“Se você não fizer a sua parte, nossos altruístas policiais que estão arriscando suas próprias vidas todos os dias para nos manter seguros, eles farão cumprir os regulamentos e eu os apoiarei para fazer isso – para proteger o NHS e salvar vidas”, finalizou a secretária britânica.

O primeiro-ministro Boris Johnson comentou esta semana que há sinais de que o bloqueio está funcionando, mas “ainda é cedo e as pessoas devem manter sua disciplina, manter o cumprimento das regras e trabalhar juntas para implantar o programa de vacinas.”

Johnson, no entanto, foi criticado por andar de bicicleta por Londres com vários de seus oficiais de segurança.

Entre para nosso grupo do Telegram.

 
Matérias Relacionadas