Rei Wu, o primeiro imperador da Dinastia Zhou

O Rei Wu foi filho do Rei Wen do Reino de Zhou. No décimo segundo ano depois do Rei Wu suceder ao trono, ele começou a Dinastia Zhou (1122-222 a.C.). A Dinastia Zhou foi um período importante da história chinesa, ela durou 900 anos e teve 37 imperadores antes de ser conquistada pela Dinastia Qin em 221 a.C.

A Dinastia Zhou não só foi a mais longa dinastia na história da China, mas também o apogeu da antiga civilização chinesa. Confucionistas e taoistas desenvolveram filosofias durante a Dinastia Zhou que influenciaram gerações ao longo da história chinesa.

No início do reinado do Rei Wu, ele perguntou a Jiang Ziya, seu conselheiro militar, se havia um método no mundo que fosse fácil de preservar, simples de operar e eficaz de usar que permitisse as futuras gerações manter para sempre a fundação nacional criada por seus ancestrais.

Jiang Ziya contou ao Rei Wu que havia tal método num livro, transmitido através dos reis precedentes, e que ele deveria ser muito sincero e respeitoso antes de ler este livro.

Três dias depois, o Rei Wu usou uma coroa e ficou de pé em direção ao leste. Ele respeitosamente solicitou a Jiang Ziya que lhe concedesse o livro.

Assim, Jiang Ziya começou a ler, “Quem é diligente na administração da nação, respeita o céu, livra-se da preguiça e do desejo de conforto, prosperará. Quem quer que negligencie o dever e cobice o conforto declinará. As questões de uma pessoa com senso de retidão maior que o desejo pessoal serão bem sucedidas; as questões de alguém com desejo pessoal maior que o sendo de retidão serão frustradas. Este é o caminho, que é fácil de preservar, simples de operar e eficaz de usar para as gerações futuras seguirem para sempre.”

Ao ouvir o que Jiang Ziya leu, o Rei Wu sentiu-se mais respeitoso e determinado. Ele ordenou que estas palavras fossem escritas no espelho, no lavatório, nos pilares, nas portas e janelas, de modo que as palavras o alertassem e encorajassem o tempo todo.

Ainda que fosse rei e imperador, o Rei Wu podia pedir a um sábio um conselho benéfico que orientasse e corrigisse sua conduta e pensamentos, e assim se esforçar por alcançar uma sabedoria pura que lhe permitisse compreender a vontade de Deus.

Desta forma, a Dinastia Zhou durou e reinou por 900 anos, graças aos imperadores que mantiveram os ensinamentos do fundador, cultivaram seu caráter moral, respeitaram o céu e foram compassivos com o povo.

Para conhecer outras figuras históricas da antiga China, clique aqui.

 
Matérias Relacionadas