Registros históricos da medicina tradicional chinesa (Parte 1)

"O corpo humano precisa de exercício mas não pode ser sobrecarregado com esforço. Exercício permite que os cereais sejam digeridos, que a energia circule bem e mantém a doença à distancia. É como uma dobradiça de porta que nunca é comida pelos bichos"

Por Minghui.org

A medicina tradicional chinesa faz parte da cultura tradicional e acredita-se que foi ensinada ao homem pelos seres divinos. É uma das principais entre as muitas diferentes facetas da civilização chinesa.

Os famosos médicos chineses e seus miraculosos tratamentos foram oficialmente registrados na história do Oriente. Contudo, o ateísmo promovido pelo Partido Comunista Chinês (PCC), aliado à presunção da ciência moderna, tornou difícil para a maior parte do povo chinês ver a verdade por detrás da medicina tradicional, incluindo a relação próxima entre a medicina chinesa e a prática de cultivo espiritual.

O que se segue são alguns registros oficiais da história chinesa.

I. A capacidade sobrenatural de Bian Que nos Registros do Grande Historiador

Bian Que foi um renomado doutor na história chinesa. De acordo com os Registros do Grande Historiador, uma história monumental da antiga China e do Mundo, Bian Que nasceu com o nome de Qin Yueren. Bian Que, nativo do Estado de Zheng, certa vez trabalhou num hotel onde conheceu um cliente chamado Chang Sangjun. Bian Que sentiu que Chang era extraordinário e tratou Chang com grande respeito. Chang também tinha Bian Que em alta estima.

Depois de uma década de amizade, Chang pediu a Bian Que para se sentar com ele um dia e disse-lhe: “Eu tenho um remédio secreto. Eu gostaria de passar isso para você uma vez que estou ficando velho. Por favor, mantenha-o confidencial.”

Ele tirou um remédio à base de ervas e disse: “Tome este medicamente com água do lago Shangchi durante 30 dias. Isto irá permitir que veja através de qualquer objeto.” Depois de dar isto a Bian Que, junto com todas a suas outras receitas secretas, Chang de repente desapareceu.

Bian Que tomou este medicamento de acordo com as instruções de Chang e ganhou a capacidade de ver através dos objetos, incluindo o corpo humano. Tornou-se portanto excelente no diagnóstico médico. Apesar de aparentar que diagnosticava através do pulso, na verdade ele podia ver os problemas diretamente nos órgãos. Esta capacidade sobrenatural chama-se clarividência.

Bian Que não era o único doutor que tinha clarividência. De acordo com a história, outro doutor renomado, Sun Simiao, que era também um cultivador da escola Tao, possuía esta capacidade sobrenatural.

II. O espírito de Zhao Jianzi visitou o Céu

De acordo com Registros do Grande Historiador, um homem chamado Zhao Jianzi ficou inconsciente durante cinco dias. Muitos médicos o examinaram, mas os resultados foram inconclusivos, por isso pediram a Bian Que que viesse vê-lo.

Depois que Bian Que saiu do quarto do paciente, ele disse: “O seu pulso está normal. Não se preocupem. O Duke Mu de Qin tinha esta condição e acordou sete dias depois. Os sintomas de Zhao são exatamente como os do Duke Mu de Qin. Ele irá acordar dentro de três dias com uma história para contar.”

Zhao acordou depois de dois dias e meio, tal como Bian Que havia previsto. Ele disse aos seus médicos: “Eu gostei da minha viagem para ver os deuses dos céus. Eu visitei os céus e vi centenas de deidades…”

Este registro histórico mostra a exatidão dos diagnósticos de Bian Que.

III. O Livro do Han Posterior registrou o caso de diferenciar a mulher do homem apenas tomando o pulso

O Livro do Han Posterior registrou o caso do Dr. Guo Yu que distinguia o sexo dos pacientes somente ao tomar seus pulsos. Guo é nativo de Luo em Guanhan. O seu professor, Cheng Gao, foi aluno do lendário Fuweng, um homem idoso que curava doenças instantaneamente com uma agulha de pedra. Os livros de Fuweng, cânones de acupuntura e métodos de diagnóstico pelo pulso foram passados para gerações posteriores.

Guo Yu serviu como doutor real do Imperador He de Han (79-105 a.C). As suas prescrições funcionavam muito bem, por isso o imperador estava curioso sobre as habilidades de Guo. Ele ordenou que um criado, que tinha mãos delicadas, e uma criada, se escondessem atrás de uma cortina e, em seguida, pediu a Guo Yu que tomasse o pulso da mão esquerda do homem e da mão direita da mulher.

Quando lhe perguntaram que doença tinha este paciente, Guo Yu respondeu, “A mão esquerda apresenta um pulso Yang e a direita um pulso Yin. É estranho que uma pessoa possa ter ambos os pulsos de homem e mulher. Estou pensando na razão.” O Imperador ficou realmente impressionado.

IV. As brincadeiras dos cinco animais de Hua Tuo no Registro dos Três Reinos

De acordo com o Registro dos Três Reinos, Wu Pu de Guanling e Fan Er de Pengcheng eram ambos alunos do renomado médico Hua Tuo.

Hua Tuo disse a Wu Pu:

“O corpo humano precisa de exercício mas não pode ser sobrecarregado com esforço. Exercício permite que os cereais sejam digeridos, que a energia circule bem e mantém a doença à distancia. É como uma dobradiça de porta que nunca é comida pelos bichos. Por isso as antigas deidades eram proficientes em guiar a sua circulação de energia. Estirar os seus músculos e mover suas articulações pode abrandar o envelhecimento. Eu tenho um conjunto de exercícios chamados “Brincadeiras dos cinco animais”, que imitam o tigre, o gamo, o urso, o macaco e os pássaros.

“Estes exercícios podem eliminar doenças, mantê-lo flexível e guiar a circulação da energia. Quando não se sentir bem, levante-se e faça um dos exercícios. Depois do suor molhar as suas roupas, aplique pó medicinal em si mesmo e irá se sentir leve, com um apetite saudável.” Wu Pu fez o que o seu professor lhe disse. Ele viveu por mais de 90 anos, com dentes fortes, audição apurada e boa visão

 
Matérias Relacionadas