Regimes latino-americanos parabenizam Boric por sua vitória no Chile, Bolsa de Valores e Peso Chileno caem

Jovem deputado de esquerda, Gabriel Boric, do Partido Comunista, conquistou a presidência do Chile

Por Alicia Marquez

As ditaduras e os governos socialistas da América Latina parabenizaram Gabriel Boric no domingo após sua vitória nas eleições chilenas, enquanto a Bolsa de Valores de Santiago entra em colapso.

O jovem deputado de esquerda, Gabriel Boric, representante da Frente Ampla e do Partido Comunista, conquistou a presidência do Chile, no domingo. Seu adversário, o advogado da direita, José Antonio Kast, obteve 44,2 por cento dos votos.

O líder do regime comunista cubano, Miguel Díaz-Canel, foi um dos primeiros a enviar seus parabéns ao presidente chileno, na tarde de domingo, por sua “histórica vitória popular”.

“Ratificamos a vontade de ampliar as relações bilaterais e a cooperação entre povos e governos”, acrescentou.

O ditador venezuelano, Nicolás Maduro, também se pronunciou sobre a vitória de Boric.

“Parabenizo o Pacto Apruebo Dignidad pela vitória, e ao recém-eleito presidente do Chile, Gabriel Boric. Saúdo o povo de Salvador Allende e de Víctor Jara por sua esmagadora vitória sobre o fascismo. Grande Dia da Democracia! Viva o Chile!” Maduro publicou no Twitter.

Da mesma forma, o regime nicaraguense de Daniel Ortega mostrou seu “respeito e alegria” pelo “triunfo histórico alcançado com o valente povo chileno”.

Os presidentes socialistas do Peru e da Argentina também enviaram mensagens ao recém-eleito presidente.

O presidente peruano, Pedro Castillo, celebrou o triunfo de Boric, afirmando que a vitória “é compartilhada pelos povos latino-americanos que desejam viver em liberdade, paz, justiça e dignidade”.

Por sua vez, o presidente argentino, Alberto Fernández, exortou “a fortalecer os laços de fraternidade que unem nossos países” e a “trabalhar junto com a região para acabar com as desigualdades na América Latina”.

O presidente da Bolívia, Luis Arce, considerou que com a eleição de Boric “a democracia latino-americana se fortalece” e o mexicano Andrés Manuel López Obrador destacou que “é um triunfo da democracia no Chile, na América Latina, no Caribe e o mundo”.

Enquanto isso, a Bolsa de Valores do Chile fechou, na segunda-feira, com uma queda de 6,83 por cento, enquanto o Peso Chileno caiu 4 por cento – alcançando o máximo histórico de 872,61 pesos por dólar. Assim, a moeda americana atingiu seu nível mais alto desde março de 2020.

Boric, de 35 anos, é um ex-parlamentar de esquerda e ex-líder estudantil, que se tornará o presidente mais jovem da história recente do Chile, em março de 2022.

Será o presidente mais esquerdista desde o governo do derrubado Salvador Allende (1973-1990) e o primeiro que não faz parte dos dois grandes blocos que dividiam o poder desde a volta à democracia em 1990.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas