Regime iraniano tira proveito de ouro roubado por Maduro

Por Shareamerica

A Mahan Air, a maior companhia aérea comercial do Irã, voou para a Venezuela e partiu com toneladas de barras de ouro que o regime de Maduro roubou do povo venezuelano, disse o secretário de Estado Mike Pompeo.

“Esses vôos devem parar e os países devem fazer sua parte para negar sobrevôos, assim como muitos já negaram os direitos de aterrissagem dessa companhia aérea sancionada”, disse ele a repórteres em 29 de abril.

Veja também:

Mais de meia dúzia de voos da Mahan Air chegaram à Venezuela em abril, segundo informações da imprensa. Pelo menos um desses vôos levava produtos químicos para a produção de gasolina, para apoiar a má administração do regime de Maduro pela indústria petrolífera do país.

Os vôos da Mahan Air para a Venezuela contradizem as próprias proibições de Maduro contra chegadas, impostas para atrasar a propagação do vírus do PCC (Partido Comunista Chinês), comumente conhecido como o novo coronavírus, de acordo com a Associated Press.

A companhia aérea já colocou o povo iraniano e o Oriente Médio em geral em maior risco de espalhar o contágio rapidamente. Em fevereiro, a Mahan Air realizou mais de 55 viagens de ida e volta para cidades da China, desobedecendo à proibição do regime iraniano de voos para a China.

Segundo a Bloomberg News, o regime de Maduro comprou ajuda para a indústria de petróleo com nove toneladas de ouro, no valor de US$ 500 milhões, carregadas em voos da Mahan Air que retornavam ao Irã. O pagamento fez com que as reservas financeiras publicadas da Venezuela despencassem para o nível mais baixo em 30 anos.

Os Estados Unidos impuseram sanções contra esses dois regimes, que usam os ativos de suas nações para se enriquecerem em vez de prover seus cidadãos.

As sanções dos Estados Unidos visam obrigar os líderes do Irã a restringir a busca por armas nucleares e o financiamento do terrorismo. As sanções dos EUA à Venezuela visam impedir Maduro de tirar proveito da mineração ilegal de ouro e das operações estatais de petróleo que alimentam suas atividades criminosas e violações dos direitos humanos.

O Hezbollah, reconhecido como uma organização terrorista por um número crescente de países latino-americanos, também tem vínculos com a Mahan Air. Muito recentemente, a Colômbia e Honduras designaram o Hezbollah em janeiro como um grupo terrorista, enquanto o Paraguai e a Argentina lideraram o esforço ao designar o Hezbollah como tal no ano passado.

A Argentina designou formalmente o Hezbollah em julho como um grupo terrorista, no 25º aniversário do maior ataque terrorista da história da América Latina. Em 18 de julho de 1994, um homem-bomba treinado pelo Hezbollah com apoio iraniano bateu um caminhão cheio de explosivos no centro comunitário da Associação Mútua Argentina de Israel, no centro de Buenos Aires, matando 85 pessoas e ferindo outras 300.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

O Método do PCC

 

 
Matérias Relacionadas