Região da Índia destina 70 milhões de euros para proteger vacas sagradas

A mão dura do Governo regional contra os sacrifícios destes animais provocou a multiplicação de casos de abandono de gado

Por Agência EFE

O governo do estado de Uttar Pradesh, na Índia, controlado pelo partido nacionalista hindu Bharatiya Janata Party (BJP, Partido do Povo Indiano) do primeiro-ministro Narendra Modi, anunciou nesta quinta-feira (7) que destinará cerca de 70 milhões de euros para a proteção das vacas, consideradas sagradas no hinduísmo.

Enquanto isso, cresce o mal-estar devido ao gado abandonado por causa da impossibilidade de sacrificá-lo.

Cerca de 30 milhões de euros dos orçamentos estatais para o ano fiscal 2019-2020 serão destinados a estábulos para vacas em áreas rurais, declarou o ministro das Finanças de Uttar Pradesh, Rajesh Agarwal, em pronunciamento no Parlamento, segundo a agência local “PTI”.

Outros 24 milhões de euros serão destinados a locais conhecidos em hindi como gaushala, que são estábulos em áreas urbanas, no estado mais populoso da Índia, que conta com quase 200 milhões de habitantes, acrescentou a fonte.

Além disso, 20 milhões de euros procedentes de uma taxa à venda de álcool recentemente criada em Uttar Pradesh serão destinados “à manutenção do gado abandonado no estado”, disse Agarwal.

O BJP chegou ao poder em Uttar Pradesh em março de 2017 com o sacerdote hindu Yogi Adityanath como chefe de Governo, com uma agenda voltada para a proteção das vacas, um animal sagrado no hinduísmo cujo sacrifício é proibido em grande parte do país, e na luta contra os matadouros ilegais.

A mão dura do Governo regional contra os sacrifícios destes animais provocou a multiplicação de casos de abandono de gado, já que seus proprietários não podem ou não querem continuar mantendo os animais porque ficaram improdutivos e porque, segundo os fazendeiros, causam graves perdas econômicas nas plantações.

Em dezembro, um grupo de fazendeiros colocou cerca de 800 vacas dentro de uma escola na cidade de Aligarh, alegando que os animais estavam destruindo as colheitas, informou na época a emissora “NDTV”.

A imprensa local reportou casos similares em todo o estado, onde após a vitória do BJP nas eleições foram ganhando força grupos hinduístas radicais, autodenominados protetores de vacas, que patrulham com paus e pistolas atacando aqueles que matam estes animais, em geral membros da minoria muçulmana.

O anúncio do orçamento de Uttar Pradesh, que dedica boa parte dos quase 59 bilhões de euros à construção de infraestruturas e a programas de desenvolvimento rural, foi feito dois meses antes das eleições gerais previstas para abril.

 
Matérias Relacionadas