Rede 4G será instalada na Lua em 2019 (Vídeo)

Rede 4G é muito eficiente em termos energéticos se a compararmos com o rádio analógico

Por Epoch Times

Vodafone é uma operadora móvel multinacional britânica com sede em Newbury, Reino Unido e a sua subsidiária portuguesa tem sede em Lisboa, Portugal. A Vodafone tem, atualmente, participações em 25 países e redes parceiras em mais de 42 países. A empresa aproveitará o próximo ano de 2019, que marca o 50º aniversário dos primeiros astronautas que caminharam na Lua, para apresentar seu projeto de implantação de tecnologia 4G no satélite lunar.

A Vodafone escolheu a Nokia como parceiro tecnológico para desenvolver este projeto. PT Scientists, empresa com sede em Berlim, está trabalhando com a Vodafone da Alemanha e com a Audi para realizar o primeiro desembarque lunar com financiamento privado. A missão à Lua será lançada em 2019 a partir de Cabo Canaveral em um foguete SpaceX Falcon 9.

O projeto consistirá em implantar pela primeira vez uma rede 4G na Lua, que conectará dois veículos lunares quattro da Audi a uma estação base no módulo autônomo de pouso e de navegação (ALINA).

Nokia esclarece que através da Nokia Bell Labs criará uma rede Ultra Compact de categoria espacial que será a mais leve já desenvolvida, pesando menos de um quilo, o equivalente a um pacote de açúcar.

Qual o objetivo da implementação desta rede na Lua?

A rede 4G permitirá que os veículos lunares quattro da Audi se comuniquem e transfiram dados científicos e vídeos HD enquanto se aproximam e estudam cuidadosamente o veículo lunar Apollo 17 da Nasa, que foi usado pelos últimos astronautas — Comandante Eugene Cernan e Harrison Schmitt — para explorar o Vale de Taurus-Littrow em dezembro de 1972.

Vodafone planeja que a estação base possa emitir 4G usando a faixa de frequência de 1.800 MHz e enviar a primeira transmissão de vídeo HD ao vivo da superfície lunar, que será transmitida para uma audiência global através de um link espacial profundo e que será interligado ao servidor da PT Scientists na Mission Control Center em Berlim.

Por que usar a tecnologia 4G?

A rede 4G é muito eficiente em termos energéticos se a compararmos com o rádio analógico. Por outro lado, o 5G não foi usado porque é uma tecnologia ainda em fase de testes e por isso não pode ser considerada estável. A rede 4G será crucial para a missão à Lua e é o primeiro passo para construir infra-estrutura de comunicações para futuras missões.

O CEO e fundador da PT Scientists, Robert Böhme, declarou: “Este é o primeiro passo crucial para a exploração sustentável do Sistema Solar. Para que a Humanidade possa deixar o berço da Terra, precisamos desenvolver infra-estruturas além do nosso planeta de origem. Na Lua, estabeleceremos e testaremos os primeiros elementos de uma rede dedicada às suas comunicações. A melhor coisa sobre esta solução LTE é que economiza muita energia, e quanto menos energia usamos para enviar dados, mais ciência devemos empregar”.

 
Matérias Relacionadas