Recordações dolorosas: herói de Chernobyl comete suicídio após ver série da HBO

Em uma entrevista que ele deu antes de sua morte, ele disse que o governo os levara para a usina nuclear sem lhes falar a verdade

Por Pachi Valencia

Um dos “liquidadores” que ajudou a descontaminar Chernobyl tirou a própria vida depois de assistir à série da HBO e relembrar os momentos dolorosos que experimentou, se sentindo abandonado pelo governo do Cazaquistão.

Nagashibay Zhusupov morreu aos 61 anos de idade, quando se jogou do telhado de um prédio de 5 andares em junho deste ano, na cidade de Aktobe, no Cazaquistão.

Seus amigos e familiares acreditam que o trágico desfecho foi causado pela “grave depressão” em que Zhusupov viveu devido à indiferença do governo de seu país. Esta depressão piorou depois que ele viu a série da HBO, que trouxe de volta memórias dos sacrifícios que ele fez com seus colegas.

Zhusupov foi um dos heróis do desastre nuclear de Chernobyl, que trabalhou como “liquidador”, termo usado para se referir aos voluntários que ajudaram a limpar a usina, no reator número 4 após a explosão em 1986. Mais tarde, ele trabalhou no local de testes nucleares soviéticos em Semipalatinsk, uma área dentro do Cazaquistão que serviu como principal instalação de testes nucleares da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

“Ele viveu na pobreza, sem um lar adequado”, disse um dos amigos ao Daily Mail, referindo-se à situação precária de Zhusupov e sua família.

Os governos da Rússia, Ucrânia e Cazaquistão haviam distribuído moradias e aumentado as aposentadorias de muitos veteranos de Chernobyl, mas Zhusupov não teve a mesma sorte.

Para o herói de Chernobyl foi designado um quarto compartilhado dentro de um abrigo, onde ele, sua esposa e seus cinco filhos viviam.

Por quase 10 anos, o veterano exigiu do governo as mesmas condições que seus colegas, mas entrou em crise depressiva ao saber que seu nome havia sido retirado da lista de espera por moradia.

Além disso, ele recebia apenas US$ 180 mensais como parte de sua aposentadoria.

Imagem ilustrativa de um "liquidador" em Chernobyl (Clean Futures Fund)
Imagem ilustrativa de um “liquidador” em Chernobyl (Clean Futures Fund)

Sua filha, Gaukar Zhusupov, disse à imprensa local que a saúde de seu pai foi afetada pela explosão nuclear em 1986, na forma de fortes dores de cabeça e colapsos repentinos.

“Em várias ocasiões, ele desfaleceu e, quando assistimos à série da HBO, ele não conseguiu conter as lágrimas. Nesse momento ele deve ter pensado em suicídio e, infelizmente, ele levou isso a cabo”, disse Gaukar.

Em uma entrevista que Nagashibay deu antes de sua morte, ele disse que o governo os levara para a usina nuclear sem lhes falar a verdade, já que ele era apenas um motorista de trator naquela ocasião.

“Nagashibay se sentiu enganado, porque foi um dos primeiros a chegar à usina nuclear de Chernobyl sem saber o que estava acontecendo”, disse outro amigo de Zhusupov.

 
Matérias Relacionadas