‘Quero que alguém me mate’: mãe compartilha vídeo devastador do filho que sofreu bullying por causa do nanismo

Por Louise Bevan

Uma mãe compartilhou imagens comoventes de seu filho de 9 anos, que tem nanismo, às lágrimas depois de um brutal incidente de bullying para que sirva de alerta para as escolas e pais em todos os lugares para aumentar a conscientização sobre esta cruel prática. Desde que a filmagem se tornou viral, milhões de pessoas, incluindo várias celebridades de destaque, se apresentaram para apoiar o menino Quaden.

Yarraka Bayles compartilhou as imagens angustiantes de seu filho às lágrimas após uma interação traumatizante com os agressores da escola em 19 de fevereiro de 2020. Quaden nasceu em Brisbane, na Austrália, e é descendente de aborígenes. Ele também tem acondroplasia, a forma mais comum de nanismo.

Soluçando desesperadamente no banco do passageiro do carro de sua mãe, Quaden grita: “Vou morrer agora, quero que alguém me mate”.

“Então, agora temos uma criança muito, severamente suicida, que está cansada do bullying que ocorre todos os dias”, explica Yarraka, às lágrimas. A mãe devastada compartilhou o videoclipe nas mídias sociais logo depois; até o momento, o vídeo foi visto dezenas de milhões de vezes.

Yarraka explicou à SBS que ela testemunhou um dos colegas de Quaden dando-lhe tapinhas na cabeça e provocando-o por sua estatura imediatamente antes do colapso de Quaden, e que seu filho tentou tirar a própria vida no passado como resultado do bullying.

Yarraka agora está considerando educar o filho em casa. No entanto, a mãe abalada defende a educação em vez de repreensão dos agressores; de acordo com a SBS, desde a provação de Quaden, Yarraka pediu publicamente que a conscientização sobre o nanismo fosse introduzida no currículo escolar australiano.

O apoio a Quaden veio à tona depois que o vídeo de sua mãe se tornou viral, inclusive várias celebridades ficaram emocionadas e perturbadas diante da provação do menino. O ator de Hollywood Hugh Jackman postou um vídeo no Twitter, no qual falou diretamente com o garoto de 9 anos.

“Quaden, você é mais forte do que imagina, cara”, começou o ator dos X-Men, “e não importa o que aconteça, você tem um amigo aqui.”

Epoch Times Photo
Quaden em campo durante a partida da NRL entre o All-Stars Indígenas e o New Zealand Maori Kiwis All-Stars no Cbus Super Stadium em Gold Coast, Austrália, em 22 de fevereiro de 2020 (© Getty Images | Jason McCawley)

De acordo com o Insider, Brad Williams, um comediante que tem o mesmo tipo de nanismo que Quaden, lançou uma conta GoFundMe em nome da família Bayles para arrecadar dinheiro suficiente para enviar Quaden e sua mãe para a Disneylândia na Califórnia. Até o momento, o fundo captou quase AU$ 500.000 (US $ 474.207), 50 vezes a meta original da conta.

“Isso não é apenas para Quaden”, escreveu Williams, “é para quem sofreu bullying em suas vidas e disse que não era bom o suficiente. Vamos mostrar a Quaden, e aos outros, que há coisas boas no mundo e que são dignas disso.”

“Depois que todos os vôos, hotel, passagens e comida forem pagos”, explicou Williams, “qualquer excesso de dinheiro será doado a instituições de caridade anti-bullying / anti-abuso”.

Epoch Times Photo
Quaden entra em campo antes da partida da NRL no Cbus Super Stadium em 22 de fevereiro de 2020 (© Getty Images | Jason McCawley)

O suporte não terminou aí. Para Quaden, louco por rugby, a cereja do bolo veio na forma de um convite da equipe Indígena All-Stars da Liga Nacional de Rugby para se juntar a eles em campo antes do jogo contra o Maori Kiwis All-Stars em 22 de fevereiro.

“Nós apoiamos”, afirmou a equipe no convite por vídeo de Quaden, conforme a BBC, “e só queremos ter certeza de que você está bem. Nós queremos você por perto; queremos que você nos conduza no fim de semana”.

Epoch Times Photo
Quaden andando com as estrelas indígenas no Cbus Super Stadium em 22 de fevereiro de 2020 (© Getty Images | Jason McCawley)

No dia do jogo, Quaden segurou a mão do capitão da equipe Joel Thompson e saiu para o campo em meio a aplausos da multidão reunida. Yarraka comentou que Quaden estava “passando do pior dia de sua vida para o melhor dia de sua vida”.

“Ninguém conhece as batalhas que enfrentamos em particular”, refletiu Yarraka, falando à SBS. “Eu geralmente compartilho todos os destaques positivos, mas [o bullying] precisa ser abordado para salvar a vida de nossos bebês”.

 
Matérias Relacionadas