Qualidade da internet monitorada

Qualidade da internet medida a partir de quinta-feira, informa Anatel. (Ticiane Rossi/The Epoch Times)

A partir desta quinta-feira as conexões banda larga, fixa e móvel, estão sendo monitoradas com objetivo de cumprir as resoluções 574/2011 e 575/2011. Estas normatizam a qualidade do serviço de internet contratada pelo consumidor e disponibilizada pelas prestadoras do Serviço de Comunicação Multimídia.

Os resultados da monitoria da qualidade das conexões  serão divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em dezembro.

A velocidade mínima da internet contratada pelo usuário deverá ser cumprida a partir de novembro deste ano. A taxa mínima de transmissão instantânea (de download e upload) deve ser de 20% do máximo contratado pelo usuário. Em novembro de 2013, a taxa será de 30% e em novembro de 2014, será de 40%, informou a Anatel.

A taxa de transmissão média, de todas as medições realizadas no mês, deve ser de 60% do máximo contratado, sendo que em novembro de 2013, será de 70%, e após novembro de 2014, de 80%, segundo a Anatel.

As medições da qualidade da internet em dispositivos móveis serão realizadas no estado do Rio de Janeiro, por meio de medidores distribuídos em vários pontos do estado.  As medições incluirão as operadoras Vivo, Oi, Claro, Tim, Algar (CTBC) e Sercomtel, informou a Agência.

A Anatel ainda informa que a medição da qualidade da internet fixa será realizada por um programa instalado nos computadores de até 12 mil voluntários localizados em 11 estados do país. As medições serão realizadas em prestadoras com mais de 50 mil acessos: Oi, NET, Telefônica/Vivo, GVT, Algar (CTBC), Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom.

Os usuários de banda larga poderão ter mais informações sobre medição da qualidade de suas conexões à internet no endereço www.brasilbandalarga.com.br.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas