Qual livro de notas de que artista foi leiloado por mais de US$ 5 milhões em 12 de dezembro de 1980?

Qual livro de notas de que artista foi leiloado por mais de US$ 5 milhões em 12 de dezembro de 1980?
Página do ‘Codex Leicester’ (Wikipedia)
Página do ‘Codex Leicester’ (Wikipedia)

Naquela época

Em 12 de dezembro de 1980, um livro de notas escrito por Leonardo Da Vinci foi comprado por 5,125 milhões de dólares, o valor mais alto pago por um livro até então. Ele foi adquirido por um magnata do petróleo norte-americano, Armand Hammer, num leilão na Inglaterra.

Em 1712, o caderno de notas foi nomeado ‘Codex Leicester’, devido ao primeiro conde de Leicester, Thomas Coke, tê-lo comprado e mantido em sua propriedade na Inglaterra por alguns séculos. Em 1980, o presente Lord Coke leiloou o livro para cobrir despesas relacionadas com impostos sobre a coleção de arte da propriedade. Depois de Hammer ter adquirido o livro de notas de Da Vinci em 1980, ele renomeou-o para ‘Codex Hammer’ e adicionou-o a sua extensa coleção de arte.

O livro de notas consiste em 72 páginas com anotações escritas por Da Vinci usando seu método de espelho e possui ilustrações sobre vários assuntos, muitos deles relacionados à água. Após a morte de Hammer em 1990, os manuscritos foram deixados ao museu de arte e cultura Armand Hammer na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA).

Hoje

O famoso manuscrito é propriedade do bilionário norte-americano e fundador da Microsoft, Bill Gates. Gates adquiriu o livro de notas em 1994 em Nova York por 30 milhões de dólares depois de o museu tê-lo vendido para cobrir despesas legais decorrentes de um processo litigioso iniciado por um dos herdeiros de Hammer. O valor que Gates pagou pelo livro de notas de Da Vinci faz do mesmo o livro mais caro na história até hoje. Gates mudou o nome do livro para o original ‘Codex Leicester’ e empresta-o aos museus para ser exibido ao público.

 
Matérias Relacionadas