Putin diz que Rússia está pronta para ajudar a resolver crise alimentar se Ocidente suspender sanções

O conflito está agravando uma crise global de alimentos, elevando os preços de grãos, óleos de cozinha, combustíveis e fertilizantes

Por Equipe do Epoch Times

O presidente russo, Vladimir Putin, disse ao primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, por telefone na quinta-feira, que a Rússia está pronta para ajudar a aliviar a crise alimentar internacional, mas apenas se o Ocidente suspender as sanções, disse o Kremlin.

“Vladimir Putin enfatizou que a Federação Russa está pronta para dar uma contribuição significativa para superar a crise alimentar por meio da exportação de grãos e fertilizantes, desde que as restrições politicamente motivadas do Ocidente sejam suspensas”, disse ele em um comunicado.

O bloqueio da Rússia aos portos ucranianos impediu o embarque de grãos, dos quais ambos os países são grandes exportadores. A Rússia acusa os ucranianos de comprometer os portos.

O conflito está agravando uma crise global de alimentos, elevando os preços de grãos, óleos de cozinha, combustíveis e fertilizantes.

Separadamente, o Ministério da Defesa da Rússia disse que as embarcações civis podem agora usar com segurança o porto de Mariupol, no Mar de Azov, na Ucrânia, onde suas forças assumiram o controle total na semana passada depois que os combatentes ucranianos se renderam na siderúrgica Azovstal sitiada.

Ele disse que o perigo das minas ao redor do porto de Mariupol já foi eliminado.

O ministério disse que seis navios estrangeiros de carga seca no porto agora estão livres para partir. Ele disse que eles eram da Bulgária, Dominica, Libéria, Panamá, Turquia e Jamaica, e instou esses governos a fazer com que os proprietários dos navios os removessem.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas