Putin: ‘A antiga ordem mundial está acabada’ mediante ao conflito Rússia-Ucrânia

“Todos os objetivos da operação militar especial serão implementados, não há dúvida disso”

Por Jack Phillips 

O presidente russo, Vladimir Putin, disse na sexta-feira que a ordem mundial do Ocidente está entrando em colapso e que as sanções dos EUA e da UE contra seu governo falharam.

“A antiga ordem mundial está acbada”, disse Putin no Fórum Econômico Internacional, em São Petersburgo.

Descartando as sanções como parte de uma “campanha de propaganda”, Putin acrescentou: “O que tudo isso significa sobre as taxas de câmbio de 200 para 1 rublo-dólar e as alegações de que nossa economia entraria em colapso. Tudo isso foi… e continua sendo… uma ferramenta na guerra de informação, uma tentativa de pressionar psicologicamente a sociedade russa”.

“A União Europeia perdeu completamente sua soberania política, e suas elites burocráticas estão dançando ao som de outra pessoa, aceitando o que lhes é dito de cima, causando danos à sua própria população e à sua própria economia”, observou ele.

A participação de Putin na conferência anual representa um de seus discursos mais substanciais desde o início do conflito na Ucrânia, que eclodiu em 24 de fevereiro. Putin diz acreditar que os objetivos russos serão alcançados.

“Todos os objetivos da operação militar especial serão implementados, não há dúvida disso”, disse.

Dias após o início da invasão, os Estados Unidos, a União Europeia e outras nações ocidentais impuseram sanções punitivas contra Moscou, com os Estados Unidos suspendendo todas as importações de petróleo russo. Enquanto isso, os Estados Unidos e seus aliados da OTAN enviaram ajuda militar para os combatentes ucranianos, incluindo armas antitanque, mísseis antinavio e sistemas de artilharia de foguetes de longo alcance.

Putin disse há muito tempo que o conflito com a Ucrânia foi lançado em resposta a décadas de expansão da OTAN para o leste, já que o governo de Kiev, desde 2014, tenta promover relações mais estreitas com os Estados Unidos e os estados da OTAN. Após a revolução colorida de 2014, a Rússia anexou a Península da Crimeia e duas regiões no leste de Donbass caíram sob o controle de separatistas apoiados pela Rússia – levando a combates esporádicos antes da invasão de fevereiro de 2022.

“A intenção deles de esmagar a economia russa é clara, quebrando as redes de fornecimentos e logísticas, congelando ativos nacionais e atacando os padrões de vida, mas eles não tiveram sucesso”, disse Putin. “Não tem dado certo. Os empresários russos se uniram e trabalharam com diligência, consciência e passo a passo, estamos normalizando a situação econômica”.

O discurso do presidente russo ocorreu enquanto a Comissão Europeia disse na sexta-feira que estava recomendando que a Ucrânia e seu vizinho, a Moldávia, se tornassem países candidatos à União Europeia. A medida foi elogiada pelo presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy em uma publicação.

Ursula von der Leyen, chefe da Comissão Europeia, disse que a Ucrânia está sendo considerada porque “demonstrou claramente o compromisso de viver segundo os valores e padrões europeus, e embarcou, antes da guerra, a caminho da UE”.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas