Psiquiatra fica impressionada com a representação das mulheres no Shen Yun

Psiquiatra fica impressionada com a representação das mulheres no Shen Yun

Catherine Buhl estava entre a platéia curtindo o show do Shen Yun no Palais des Congrès em Paris em 10 de maio de 2019 (NTD Television)

2019/07/24

PARIS – A psicóloga Catherine Buhl estava entre os membros do público que assistiram ao Shen Yun Performing Arts no Palais des Congrès, em Paris, em 10 de maio.

Esta foi a terceira e última parada do Shen Yun em Paris nesta temporada, que começou em dezembro passado e acabou de chegar ao fim. A companhia de artes sediada em Nova Iorque é a principal companhia de dança clássica chinesa do mundo.

“Achei esse show muito, muito colorido, alegre! Eu particularmente gostei das mulheres e da imagem das mulheres que se  apresentaram”, disse Buhl.

“Foi uma verdadeira descoberta, essas mulheres que são ambas muito delicadas, que podem ser muito elegantes e graciosas, então muito dinâmicas, combativas. Eu vim com minha filha e fico feliz que ela tenha visto esse show. ”

Através de 20 vinhetas de dança e música, o Shen Yun procura reviver os 5.000 anos da civilização chinesa. Dizem que a cultura é divinamente inspirada e, apesar de suas origens antigas, nos últimos 13 anos inspirou audiências modernas de todas as classes sociais.

“É uma performance encantada, uma inspiração para as futuras gerações. Uma [performance] ancorada na tradição que talvez os façam lembrar de outras coisas, alternativas são possíveis, mais felizes e … mais harmoniosas e coloridas ”, disse Buhl.

“Estou muito feliz!”

Com reportagem da NTD Television.

O Epoch Times considera o Shen Yun Performing Arts o evento cultural significativo do nosso tempo e cobriu as reações do público desde o início da companhia em 2006.

 

Paris, Europa
Shen Yun New York Company