PSB leva ao STF questão da vacinação em adolescentes

Por Italo Toni Bianchi, Terça Livre

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) levou ao Supremo Tribunal Federal (STF) contrariedade à recomendação do Ministério da Saúde pela não vacinação de adolescentes. A agremiação de esquerda alega que a medida tomada pela órgão não tem “qualquer embasamento científico” e pretende garantir via tribunal que a imunização continue.

O documento se baseia em dados da Sociedade Brasileira de Imunizações. De acordo com o órgão, houve uma significativa melhora no cenário epidemiológico brasileiro nos últimos 60 dias, com quedas de 65% no número de casos e de 58% no de mortes relacionadas à covid-19.

A melhora é atribuída, principalmente, à vacinação da população do país. O ministério da Saúde emitiu o direcionamento após um garoto morrer em São Paulo depois de tomar a vacina. A Secretaria de Saúde do estado de São Paulo nega, no entanto, que a morte tenha relação com a vacina, mas que se trata de uma doença rara e autoimune.

No Boletim da Manhã da segunda-feira (20), o analista político Carlos Dias questionou até que ponto uma agremiação política, como é o PSB, tem conhecimento técnico suficiente que justifique tantas ações contrárias ao governo.

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

Veja também:

 
Matérias Relacionadas