Protestos tomam ruas de Istambul após anulação de eleição municipal

Por sete votos favoráveis e quatro contrários, a YSK decidiu revogar o mandato do prefeito eleito e convocar uma nova eleição no fim de junho

Por Agência EFE

Centenas de pessoas foram às ruas de diversas partes de Istambul nesta terça-feira (7) para protestar contra a decisão tomada ontem pela Comissão Eleitoral da Turquia de anular a eleição municipal realizada em 31 de março.

Um dos protestos aconteceu no bairro de Besiktas, na região central da cidade. Batendo panelas, os manifestantes realizaram um movimento pacífico, apesar da grande presença de policiais.

Convocados pelo Sindicato de Advogados de Istambul, os manifestantes também gritaram palavras de ordem contra o governo do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que tinha pedido a anulação das eleições vencidas pelo opositor Ekrem Imamoglu, do Partido Republicano do Povo (CHP).

Centenas de pessoas também se manifestaram em Kadlköy, no lado asiático da cidade, cantando o lema da campanha de Imamoglu. Na região, o CHP levou a melhor não só na eleição municipal, mas também na disputa pela prefeitura do distrito.

Erdogan justificou a decisão tomada ontem pela Comissão Eleitoral da Turquia (YSK) de repetir o pleito municipal, que será realizado no dia 23 de junho, alegando que houve “usurpação de votos” do Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP), liderado por ele.

Após a apuração dos cerca de 8,8 milhões de votos, a YSK tinha confirmado a vitória apertada de Imamoglu sobre o candidato governista, o ex-primeiro-ministro Binali Yildirim.

Por sete votos favoráveis e quatro contrários, a YSK decidiu revogar o mandato do prefeito eleito e convocar uma nova eleição no fim de junho.

 
Matérias Relacionadas