Projeto estimula a leitura em pontos de ônibus

Há pouco mais de um ano, Vitor Sento Sé teve uma iniciativa para estimular não só a sua criatividade, mas também a dos outros. Desde abril do ano passado, o designer e mais quatro amigos tiveram uma ideia que tem deixado o dia de muitas pessoas mais leve na zona sul do Rio de Janeiro.

O grupo decidiu instalar caixotes de madeira em pontos de ônibus e abastecê-los com livros. Com uma placa sobre as caixas com a frase “Troca 1 Livro?”, o projeto funciona como um momento de lazer e de cultura para pessoas enquanto elas esperam os coletivos passar.

Segundo Vitor, o objetivo da iniciativa é estimular “o potencial criativo da cidade”. Inicialmente, o projeto recebeu 100 livros, doados por amigos dos idealizadores, que planejam expandir a troca de livros para outros bairros do Rio.

À espera dos ônibus, o público pode encontrar obras de diversos gêneros da literatura nacional, estrangeira e infantil. No pequeno acervo espalhado em dez pontos, o grupo oferece, por exemplo, livros de nomes como Jorge Amado e Vladimir Nabokov.

Além de Vitor, o projeto foi criado pelos urbanistas André Almeida e Hugo Rapizo, o designer Jonas Dihel e o fotógrafo Marcelo Braga. Com as “bibliotecas itinerantes”, as pessoas podem trocar e ler gratuitamente os livros, tornando as viagens em meio aos engarrafamentos menos pesadas.

Catraca Livre

 
Matérias Relacionadas