Procurador-geral do Texas abre investigação antitruste contra Google

Por Bruna Lima, Terça Livre

O procurador-geral do estado do Texas, Ken Paxton, anunciou na quarta-feira (16) uma ação judicial contra o Google por conduta anticompetitiva, com foco na tecnologia de publicidade da empresa.

O anúncio foi feito através de um vídeo postado em sua conta no Twitter.

Paxton disse que a Google “usou repetidamente seu poder monopolista para controlar os preços” em anúncios online. “Essas ações prejudicam todas as pessoas na América”.

O monopólio de empresas em certas áreas é considerado crime nos Estados Unidos, para isso existe a lei antitruste que é um conjunto de normas do governo federal e estaduais. Essas normas buscam regular a conduta e organização das empresas, para promover uma concorrência leal em benefício dos cidadãos.

A ação do Texas se junta agora a uma série de outras denúncias movidas contra a gigante da tecnologia nos EUA.

Na Europa a empresa também vem sofrendo denúncias contra suas políticas anticoncorrenciais.

 

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas