Procon age contra abuso de aéreas enquanto Anac se omite

Órgão notificou aéreas acusadas de manobrar para cobrar por bagagem de mão

Por Diário do Poder

A Anac, “agência reguladora” de aviação civil, ultrapassou todos os limites de subserviência às empresas aéreas. Enquanto se omitia, o Procon-SP agia, notificando a FB Líneas Aéreas, Flybondi, JetSmart e Sky Airline por cobrarem pelo uso do bagageiro acima das poltronas. Na prática, essas empresas estão cobrando pela bagagem de mão, cuja gratuidade foi determinada pela resolução nº 400, da Anac. Mas o que torna tudo ainda mais suspeito é que a agência não se importa com a burla à própria decisão. Questionada, manteve-se em silêncio. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

As empresas redefiniram as dimensões da bagagem de mão e consideram gratuito apenas o que cabe em baixo do assento.

O Procon também exigiu detalhes sobre como será cumprido o direito de levar uma bagagem de até 10kg gratuitamente dentro do avião.

Órgão de defesa do consumidor e políticos querem o Ministério Público Federal investigando as relações da Anac com as empresas aéreas.

 
Matérias Relacionadas