Primeira e única ‘Cervejaria de Cachorros’ oferece cães sem teto para adoção quando alguém apita

Por Robert Jay Watson

Embora ser “amigo dos cães” seja uma ótima maneira de atrair pessoas e seus animais de estimação para visitar parques e espaços verdes, existe um lugar que leva a frase a um nível totalmente novo. O bar do Fido é, talvez, a primeira e única “Tap House de Cachorros” do mundo, e sua cerveja artesanal favorita não é a única atração; você também tem o privilégio de apreciar sua bebida com cães de resgate que precisam ser adotados.

Este bar exclusivo nos subúrbios a sudoeste de Portland, Oregon, espera que, quando os clientes estiverem prontos para voltar para casa, eles levem um amigo peludo (ou dois) para casa com eles. Funcionando como um lar adotivo para cães de retirados do corredor da morte em abrigos lotados na Califórnia, o bar incentiva as pessoas a interagir com os cães e ver se eles podem ser uma boa companhia para sua família e sua casa.

Acima o lema da cervejaria: Coma, beba, adote (Foto cortesia de Fido’s – “World’s First Dog Tap House”)

Embora o proprietário Scott Porter tenha enfrentado muitos desafios para tornar seu sonho realidade, ter encontrado casas para 70 cães de resgate desde 2018 fez tudo valer a pena. “[Apenas] conhecer as pessoas, os cães, os clientes que temos … como eles amam cães é extremamente recompensador”, disse ele hoje.

Para Porter, salvar esses cães de serem sacrificados é o mínimo que ele pode fazer. Afinal, ele acredita que os cães salvaram sua vida. Ele explicou hoje que havia passado por um período muito escuro de depressão. “Eles foram extremamente amorosos e atenciosos comigo”, disse ele. “E eles entenderam que eu estava passando por momentos difíceis”.

O sonho único de Porter de combinar um lugar amigável para beber cerveja, vinho e cidra com a adoção de cães se tornou realidade em parte como inspiração de outro negócio de caridade da área de Portland: o Purringtons Cat Lounge, que apresenta felinos para adoção, juntamente com cerveja, vinho, e comida.

Foto cortesia de Fido’s – “World’s First Dog Tap House”

O Fido trabalha com os Oregon Friends of Shelter Animals – Amigos do abrigo de animais de Oregon (OFOSA), que “transportam centenas de animais todos os anos para fora de abrigos superlotados e com alto índice de eutanásia tão distantes como na Califórnia”, como explica o site deles.

O Fido’s pode promover até oito cães ao mesmo tempo, com uma sala dedicada para eles que adere aos mais altos padrões de abrigos, completa com gaiolas, comida e água. Quando os clientes chegam ao bar, eles são convidados a dar uma olhada na sala de adoção e podem interagir com qualquer um dos cães antes de decidir adotar.

Foto cortesia de  Fido’s – “World’s First Dog Tap House”

Embora nem todos os cães sejam adotados, isso dá aos filhotes a chance de socializar, exercitar, divertir e saber que são amados. Quando alguém decide adotar, a Fido’s tem uma política que exige que eles esperem três dias antes de pegar seu cão – apenas para garantir que não seja apenas o efeito da cerveja, presumivelmente.

Porter explicou à Willamette Week que, em conjunto com a OFOSA, “há um processo de duas ou três etapas”. Ele e seus clientes encontram muito humor ao longo do caminho. “Não queremos ninguém aqui bêbado e acordando na manhã seguinte com uma coleira na mão e alguém lambendo seu rosto”, disse ele.

Foto cortesia de Fido’s – “World’s First Dog Tap House”

É preciso um vilarejo para tornar uma “cervejaria de cachorros” um sucesso e, ao longo do caminho, Porter fez parceria com dezenas de organizações locais e amantes de animais. “Houve muitos desafios em aprender o negócio de bares, aprender sobre as instituições de caridade, os resgates, o comportamento dos cães”, disse ele hoje.

Foto cortesia de Fido’s – “World’s First Dog Tap House”

Mas, apesar dos desafios de descobrir como fazer uma cervejaria de cachorro funcionar, os resultados gerais foram impressionantes. Como Porter disse ao Oregonian em 2018: “Na verdade, não podemos obtê-los rápido o suficiente no momento. Eles estão sendo adotados mais rápidamente do que resgates na Califórnia”.

 
Matérias Relacionadas