Presidente de Portugal se isola em sua residência após receber alunos de escola infectados com COVID-19

Por Agência EFE

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou hoje que suspendeu toda a sua agenda por duas semanas e ficará isolado em sua residência, pois teve contato na última terça-feira com alunos de uma escola portuguesa que detectou um caso de coronavírus.

No âmbito da iniciativa “Artistas no Palácio de Belém”, o presidente de Portugal recebeu uma série de estudantes da região de Felgueiras (norte), à ​​qual pertence a escola da cidade de Idães, que ontem foi fechada devido à para um caso de coronavírus em um aluno.

Segundo o Gabinete da Presidência, nem o aluno do internato nem sua turma estavam em Belém, embora, de acordo com as normas estabelecidas pelas autoridades de saúde, o presidente de 71 anos queira dar o exemplo de cidadania, para trabalhar em sua própria residência.

Todas as visitas planejadas e suas viagens ao exterior também foram canceladas.

O Governo de Portugal anunciou ontem à noite a suspensão de visitas a hospitais, asilos e prisões na região norte de Portugal, onde há 20 dos 25 casos registrados até o momento.

Dezessete dos pacientes estão internados no Hospital de São João, no Porto, que nas últimas horas solicitou reforços.

Além da escola de Idães (norte), foram também fechadas a Faculdade de Farmácia e o Instituto Abel Salazar de Ciências Biomédicas da Universidade do Porto e o curso de História da Universidade do Minho, também no norte do país.

 
Matérias Relacionadas