Presidente dá ‘calaboca’ em Guedes: aumento de impostos, nem pensar

Na Índia, Bolsonaro descarta completamente a criação do 'imposto do pecado'

Por Diário do Poder

O presidente Jair Bolsonaro descartou completamente o “imposto do pecado”, nesta manhã, em Nova Dheli, onde realiza visita oficial de Estado à Índia.

O imposto foi anunciando pelo ministro Paulo Guedes (Economia), em conversas com jornalistas em Davos, na Suíça, onde participou do Forum Econômico Mundial.

“Paulo Guedes, sigo você em 99%, mas aumentar imposto da cerveja, açúcar, cigarro, não”, afirmou o presidente da República em declaração à imprensa.

O sistema tributário de vários países prevê a cobrança do “imposto do pecado” para diminuir o consumo de cigarros, álcool e produtos com açúcar.

“Não tem nada definido, tem um grupo fazendo a reforma tributária. Fala-se de tributos e impostos e existe esse conceito de tributar coisas que fazem mal para a saúde”, disse Guedes.

 
Matérias Relacionadas