Portugal não aconselha uso da vacina de Oxford para idosos com mais de 65 anos

Portugal, agora, é mais um dos países europeus que colocou restrições com relação ao uso da vacina.

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

Na última segunda-feira (8), o Ministério da Saúde de Portugal informou que a vacina contra o vírus chinês, desenvolvida pela Universidade de Oxford, não deve ser administrada em idosos com mais de 65 anos, “até novos dados estarem disponíveis”.

Portugal, agora, é mais um dos países europeus que colocou restrições com relação ao uso da vacina, questionando a sua confiabilidade e eficácia acima dessa faixa etária.

Apesar da recomendação, o órgão diz que “em nenhuma situação deve a vacinação de uma pessoa com 65 ou mais anos de idade ser atrasada” se apenas o imunizante da AstraZeneca/Oxford estiver disponível.

Além de Portugal, Alemanha, França, Áustria e Noruega dizem que somente irão administrar a vacina de Oxford em pessoas com menos de 65 anos. Já a Polônia informou que limitará a pessoas com menos de 60 anos. Espanha e a Itália, por sua vez, disseram que somente aplicarão em pessoas com menos de 55 anos.

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas