Polegares podem revolucionar a digitação

O novo teclado KALQ (Informationweek.co.uk)

Muitos usuários de telefones celulares e tablets passam horas por dia escrevendo mensagens de texto, de Twitter e compartilhando postagens no Facebook em seus dispositivos touchscreen (tela sensível ao toque), com a maioria da digitação (pelo menos em smartphones) utilizando o polegar. Pesquisadores dizem que o novo formato do teclado touchscreen ‘KALQ’ permitirá, em breve, que os usuários digitem muito mais rápido.

A digitação-polegar num teclado QWERTY é bastante ineficiente, com digitadores rápidos atingindo apenas cerca de 20 palavras por minuto, substancialmente menos do que as velocidades alcançadas pela digitação que usa os dez dedos nos teclados comuns. E enquanto o polegar humano é extraordinariamente habilidoso e tem excelente pegada e características de trabalho, ele não foi considerado para a digitação repetitiva de mensagens de texto. Formas de lesão por esforço repetitivo, incluindo o ‘polegar BlackBerry’, o ‘polegar Nintendo’ e até mesmo o ‘wiitites’, têm atormentado jogadores de vídeo e digitadores de mensagens de texto nos últimos anos.

O surgimento de um novo teclado, chamado ‘KALQ’, permitiria, segundo pesquisadores, produzir até 37 palavras por minuto com a prática adequada, o que é quase o dobro da eficiência de digitação atual. Cientistas do Instituto Max Planck da Alemanha reuniram-se com pesquisadores da Universidade de Montana e da Universidade de St. Andrews, ambas nos EUA, para bolar um método mais eficiente – e potencialmente menos doloroso – de escrever em smartphones e computadores tablets.

Eles dizem que enquanto o teclado QWERTY foi desenvolvido inicialmente para reduzir obstrução das teclas nas máquinas de escrever manuais, ele não dá muita atenção à ergonomia da digitação – a redução da viagem de digitação entre letras. “O QWERTY restringiu os usuários a uma interface de entrada de texto em dispositivos móveis que não é ideal”, disse Per Ola Kristensson, que leciona sobre a interação homem/computador na Universidade de St. Andrews.

“No entanto, antes de abandonar o QWERTY, os usuários legitimamente exigem uma alternativa atraente. Acreditamos que o KALQ oferece uma melhoria de desempenho significativa o suficiente para incentivar os usuários a mudarem e se beneficiarem de uma digitação mais rápida e confortável”, diz Kristensson.

Os pesquisadores descobriram que a digitação-polegar é ergonomicamente muito diferente da digitação convencional, por isso, eles desenvolveram um programa de computador para otimizar os movimentos dos polegares, agrupando letras e vogais frequentemente utilizadas num conjunto sob o polegar direito e outras letras menos usadas sob o polegar esquerdo, em dois campos laterais distintos, permitindo que usuários de tablete sustentem seu dispositivo com as duas mãos, como um livro, para uma digitação mais fácil e eficiente. A equipe de pesquisa disse que a base para melhorar a produtividade foi reduzir longas sequências de digitação envolvendo apenas um polegar e eliminar o cruzamento de polegares.

As letras K-A-L-Q soletram uma das linhas do novo teclado virtual, que estará disponível como um aplicativo gratuito para dispositivos Android.

Então, o método dos polegares se popularizará? Embora qualquer prolífico digitador-polegar possa ficar encantado em aumentar o volume de escrita, possivelmente não veremos o fim do QWERTY ainda…

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas