PGR pede abertura de inquérito contra Joice Hasselmann

Por Leonardo Trielli – Senso Incomum

A Procuradoria Geral da República solicitou ao Supremo Tribunal Federal a abertura de inquérito contra a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) para investigar indícios dos crimes de falsidade ideológica, associação criminosa, difamação e constrangimento ilegal.

Assinado pelo procurador-geral Augusto Aras, o pedido foi feito após notícia-crime apresentada pela deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), depois que reportagens da TV Record e da CNN Brasil divulgaram supostas gravações de conversas de whatsapp entre Joice e alguns de seus assessores.

A deputada se defendeu atacando o procurador:

De acordo com o relatório, Joice pode ser indiciada por constrangimento ilegal, “por ter a representada supostamente constrangido seus assessores, mediante grave ameaça, a criar perfis falsos em redes sociais”; difamação, por supostamente ter imputado a terceiros fatos ofensivos às suas reputações; falsidade ideológica, pela suposta criação de perfis falsos em redes sociais por meio da utilização de números de CPFs falsos; e associação criminosa, por conta da “associação de várias pessoas, para o fim específico de cometer crimes.”

 

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas