PF tenta impedir o PCC de chegar ao Rio após STF proibir a polícia de agir contra o tráfico

Investigação mostrou que bandidos da gangue negociaram 'parcerias' com traficantes cariocas

Por Diário do Poder

A Operação Expurgo, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (25), objetiva combater a tentativa da organização criminosa “Primeiro Comando da Capital (PCC)” de estabelecer uma base no Rio.

A operação acontece uma semana depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) consolidar, no plenário, a decisão de facilitar a vida dos criminosos, proibindo as forças policiais de atuarem na repressão aos traficantes que controlam cerca de 1.500 favelas cariocas.

No total, são 27 alvos de mandados de prisão expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Bangu, sendo que a maioria já se encontra encarcerada.

Os mandados são cumpridos também em São Paulo, Pernambuco, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso do Sul.

Os chefes da organização criminosa estabeleceram “parcerias” com outras facções criminosas que já atuam no Estado, segundo investigações iniciadas em dezembro de 2018, e já providenciavam a transferência.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também

 
Matérias Relacionadas