PF e Receita fazem operação contra lavagem de dinheiro em cinco estados

Numa operação conjunta com a Receita Federal, a Polícia Federal (PF) cumpre nesta terça-feira (15) mandados judiciais para combater uma organização criminosa transnacional especialista em lavagem de dinheiro e evasão de divisas. As empresas sob o controle da organização movimentaram R$ 5,7 bilhões de recursos ilícitos de 2012 a 2016.

A ação acontece em várias cidades dos estados do Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais e Santa Catarina. Ela conta com 300 policiais federais e 45 servidores da Receita Federal, no cumprimento de 153 ordens judiciais expedidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba, sendo duas de prisão preventiva, 17 de prisão temporária, 53 de condução coercitiva e 82 de busca em apreensão.

Batizada de Hammer-on, a operação é um desmembramento das operações Sustenido e Bemol, realizadas em 2014 e 2015, respectivamente. De acordo com a PF, as investigações, que tiveram início em 2015, miram um “grupo criminoso composto de cinco núcleos interdependentes que utilizavam contas bancárias de várias empresas, em geral fantasmas, para receber vultosos valores de pessoas físicas e jurídicas interessadas em adquirir mercadorias, drogas e cigarros provenientes do exterior, especialmente do Paraguai”.

Leia também:
MPF prorroga força-tarefa da Lava Jato em Curitiba até 2018
Bolsonaro anuncia mudança para o PEN e refundação do partido
Projeto de Lei criminaliza apologia ao comunismo em todo o país

 
Matérias Relacionadas