Pessoas hipnotizadas podem facilmente alucinar cores, demonstra estudo britânico

Pessoas altamente sugestionáveis à hipnose, quando solicitadas a visualizar cores, mostraram significativos padrões de atividade cerebral justamente em áreas do cérebro responsáveis pela percepção visual (Universidade de Hull)
Pessoas altamente sugestionáveis à hipnose, quando solicitadas a visualizar cores, mostraram significativos padrões de atividade cerebral justamente em áreas do cérebro responsáveis pela percepção visual (Universidade de Hull)

Algumas pessoas podem alucinar cores – ter percepção sensorial na ausência de estimulo real – de modo voluntário, sem precisarem ser hipnotizadas, conforme mostra um novo estudo internacional.

O estudo foi realizado com base num grupo de pessoas altamente sugestionáveis à hipnose. A eles foi pedido que observassem as cores numa série de imagens monocromáticas, primeiro, sob o efeito de hipnose e depois sem. Em ambos os casos, os participantes foram capazes de visualizar cores nas imagens monocromáticas.

Durante o teste, a atividade cerebral de cada participante foi monitorada através de Ressonância Magnética (MRI). As imagens mostraram que as áreas do cérebro ligadas à visão foram, em ambos os casos, significativamente estimuladas durante a visualização de cores.

“São pessoas com capacidades muito especiais”, disse a pesquisadora chefe, Giuliana Mazzoni, da University of Hull, Reino Unido, em comunicado à imprensa. “Elas podem mudar suas percepções e experiências do mundo de um modo que a maioria de nós não pode fazer”.

A capacidade de mudar a experiência voluntariamente, por meio da hipnose,  foi demonstrada em pesquisas em que seus participantes foram capazes de bloquear a sensação de dor e de responder melhor à psicoterapia. Até então, considerávamos que coisas assim só eram possíveis sob o efeito da hipnose.

As imagens de ressonância magnética mostraram claramente que as pessoas que respondem à hipnose podem perceber cores por serem capazes de alterar a própria atividade cerebral. Para elas, a hipnose é simplesmente um meio para aumentar a capacidade de experimentar efeitos do tipo. No entanto, nem todos os participantes do teste foram capazes de alucinar cores pela autossugestão.

Um grupo de pessoas pouco sensíveis à hipnose também foi submetido aos mesmos testes, porém os resultados foram diferentes. Eles não puderam alucinar cores quando solicitado, as imagens de ressonância magnética não indicaram alterações na atividade cerebral.

“Muitas pessoas têm medo de serem hipnotizadas, embora a hipnose tenha se mostrado eficaz e útil quando aplicada em algumas intervenções médicas, sobretudo para o controle da dor”, disse o coautor William J. McGeown em artigo publicado pela Hull University.

“O trabalho de pesquisa que estamos fazendo mostra que certas pessoas podem se beneficiar com a autossugestão, sem a necessidade de hipnose”.

Os resultados foram publicados online na revista Consciousness and Cognition, dia 26 de novembro de 2011.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas