Pesquisa revela que 27% dos jovens franceses apoiam o ISIS

Para quem chegou de Marte agora, ISIS é o exército terrorista islâmico que tomou conta de metade da Síria, de quase todo Iraque, e que tem bilhões em dinheiro e armas e promete “só parar em Nova Iorque”.

O grupo é uma dissidência da Al Qaeda, que foi considerada pelo ISIS moderada demais, e quer instituir o califado mundial. Todos os não-islâmicos encontrados no caminho são expulsos de suas casas com todos os bens saqueados e precisam se converter ao islã ou morrer, muitas vezes decapitados, atropelados por carros e tratores ao serem enfileirados no chão ou enterrados vivos na frente de familiares. Segundo relatos locais, eles são particularmente brutais com cristãos. Mulheres são normalmente capturadas para servirem de escravas sexuais.

Pois bem, esse grupo, para o qual Barack Obama disse na última quinta não ter qualquer estratégia, ganhou um suporte curioso: numa pesquisa divulgada esta semana pelo ICM Research, 16% dos franceses (27% dos jovens) apoiam o ISIS.

Vou repetir: 1 em cada 4 jovens franceses apoia o ISIS. Um dia alguém ainda vai parar e mapear todo mal que a intelectualidade da França causou ao mundo desde o iluminismo. O verdadeiro inimigo do Ocidente está em casa, muitas vezes nas universidades, agindo como cupins. Enquanto estes cupins não forem tratados como cupins, as bases do Ocidente continuarão a ser corroídas por dentro.

Alexandre Borges é publicitário e articulista premiado e diretor do Instituto Liberal

O conteúdo desta matéria não representa necessariamente a posição do Epoch Times

 
Matérias Relacionadas