Pesquisa no Reino Unido: Liverpool e Chelsea como senhas não são uma boa escolha

Por Bloomberg

Os fãs britânicos de futebol devem ser cautelosos ao torcerem por seus times e evitar usá-los como senhas.

Liverpool, Chelsea, Arsenal, Manchester United e Everton são todas as senhas que foram comprometidas centenas de milhares de vezes, de acordo com pesquisa publicada pelo Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC) em 21 de abril. Usar números é ainda mais arriscado, especialmente se for 123456. O estudo revelou que a série numérica era a senha mais comprometida, com 23,2 milhões de pessoas em todo o mundo tendo sofrido uma violação.

“Usar senhas difíceis de adivinhar é um primeiro passo forte e recomendamos combinar três palavras aleatórias, mas memoráveis”, disse Ian Levy, diretor técnico do centro. “Use palavras memoráveis para você, para que as pessoas não consigam adivinhar sua senha.”

Se um personagem fictício é a sua ideia de uma palavra memorável, você pode reconsiderar, já que Pokémon e Tigrão juntos foram responsáveis por mais de 500.000 violações, enquanto nomes de pop stars como 50cent ou Eminem caíram 350.000 vezes.

As cinco equipes da Premier League somadas representaram mais de três quartos de um milhão de violações, de acordo com o estudo.

O NCSC também publicou sua primeira pesquisa cibernética no Reino Unido, que revelou que 70% dos britânicos acreditam que serão vítimas de crimes cibernéticos nos próximos dois anos, com 42% esperando perder dinheiro para fraudes online até 2021. Apenas 15% dos entrevistados sentiram que sabiam o suficiente sobre como se proteger de atividades online prejudiciais, enquanto um em cada três contava com amigos e familiares para ajudar.

Os jovens pareciam mais propensos à privacidade e cuidadosos quando se tratava dos detalhes que compartilhavam online.

O NCSC sedia a conferência CYBERUK 2019, em Glasgow, esta semana, com o objetivo de melhorar a segurança online.

De Michael Msika

 
Matérias Relacionadas