Pesquisa mostra efeitos psicológicos do ato de lavar as mãos

O simples fato de lavar as nossas mãos influencia o modo como pensamos, julgamos e tomamos decisões. Isto é o que os pesquisadores foram capazes de confirmar por meio de longas e complexas experiências feitas ao longo dos últimos anos.

O professor de Psicologia Social e de Mídia da Universidade de Colônia, na Alemanha, Kai Kaspar, examinou como a limpeza física nos afeta após um caso de fracasso. O resultado: as cobaias que lavaram as mãos depois de uma tarefa se mostraram mais otimistas do que aquelas que não o fizeram, mas isso prejudicou seu desempenho futuro na mesma tarefa. Os resultados do estudo foram publicados na revista Social Psychological and Personality Science.

Gel desinfetante para as mãos diminui a quantidade de faltas por doença em uma empresa

Em sua pesquisa, Kaspar separou 98 participantes em três grupos. Na primeira parte do experimento, as cobaias de dois grupos tiveram de resolver uma tarefa impossível. Tanto o grupo que, depois do fracasso, lavou as mãos, quanto o pessoal que não lavou as mãos apresentaram otimismo de que se sairiam melhor em uma segunda tentativa. O otimismo do grupo que higienizou as mãos, contudo, foi significativamente maior.

Excesso de limpeza causa alergias?

Em contraste com a constatação usual de que resultados mais elevados de otimismo acarretam um melhor desempenho, os participantes que não lavaram as mãos se deram consideravelmente melhor do que o grupo que higienizou as mãos. Em vez disso, o desempenho daqueles que tinham lavado as mãos estava no nível do terceiro grupo – que não tinham passado pela experiência de fracasso e apenas participaram do segundo teste.

De acordo com Kaspar, os resultados dão a entender que, embora a limpeza física após a falha possa eliminar os sentimentos negativos, também reduz a motivação para tentar com mais vontade uma nova oportunidade de restabelecer a própria percepção de competência.

Após lavar as mãos, não as esfregue!

Ou seja, o estudo concluiu que a higiene física tende a deixar a pessoa em uma posição melhor para lidar com o fracasso. A pesquisa abre caminho para um estudo mais focado no ritual diário de lavar as mãos partindo do ponto de vista psicológico, especialmente os efeitos que nossas ações podem ocasionar. [Medical Xpress]

Esse conteúdo foi originalmente publicado no site Hype Science

 
Matérias Relacionadas