Pentágono prepara-se para possível paralisação do governo, afirma porta-voz

Por Jack Phillips

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, disse que o Departamento de Defesa está se preparando para a possibilidade de uma paralisação do governo até o final do mês, enquanto o Congresso trabalha para evitá-la.

“Esperamos que o Congresso impeça uma paralisação dispendiosa”, disse Kirby em uma entrevista coletiva em 24 de setembro. “Os esforços do governo continuam focados em evitar uma paralisação e um calote catastrófico. Nesse ínterim, o OMB está se preparando para qualquer contingência, como é consistente com a prática de longa data em várias administrações.”

A Casa Branca confirmou que o Escritório de Gestão e Orçamento (OMB) começou a emitir avisos para várias agências federais sobre a possibilidade de um desligamento. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi (D-Calif.), disse em 26 de setembro que não acredita que haverá uma paralização.

“Ninguém quer ver uma paralisação”, disse Kirby. “E, obviamente, levaremos a sério, como sempre fazemos, e como eu acho que você viu através de paralisações anteriores, se houver uma, que temos que continuar a defender a nação, e temos que garantir que as capacidades, os recursos e as pessoas estão prontas para continuar a cuidar de nossos interesses de segurança nacional. ”

O OMB afirmou que os funcionários da agência esperam que o Congresso aprove uma resolução contínua para manter o financiamento do governo até dezembro.

“Consistente com a prática de longa data em várias administrações, o OMB está se preparando para qualquer contingência e as determinações sobre programas específicos estão sendo revisadas ativamente pelas agências”, disse Abdullah Hasan, porta-voz do OMB, em um comunicado na semana passada. “Mais importante, há tempo suficiente para o Congresso evitar um lapso nas dotações e estamos confiantes de que o farão.”

As paralisações do governo ocorrem quando o Congresso deixa de aprovar uma legislação para financiar o governo, mas raramente duram mais de um mês. A paralisação do governo anterior, entre 2018 e 2019, durou 35 dias, e antes disso, em 2013, uma paralisação do governo durou 16 dias.

Mais crítica é a iminente crise da dívida, de acordo com a secretária do Tesouro, Janet Yellen, e outros funcionários do governo Biden. Yellen avisou ao Congresso que os Estados Unidos podem ficar inadimplentes em meados de outubro se o Congresso não aprovar um projeto de lei para aumentar ou suspender o limite da dívida.

Ambas as câmaras do Congresso aprovaram uma medida de suspensão do limite da dívida em julho de 2019, mas o Congresso não renovou a legislação em 2021.

“Os EUA nunca entraram em default. Nem uma vez ”, escreveu Yellen em um artigo de opinião recente do Wall Street Journal, já que alguns analistas alertaram que os Estados Unidos poderiam entrar em território de recessão se o país entrar em default. “Isso provavelmente precipitaria uma crise financeira histórica que agravaria os danos da contínua emergência de saúde pública.”

 

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

Veja também:

 
Matérias Relacionadas