Paulo Guedes afirma que vazamentos são para prejudicar a reforma da Previdência

Segundo o ministro, várias vezes em que uma decisão importante para o país está prestes a ser tomada, o governo é surpreendido por uma avalanche de eventos que pretendem paralisar as reformas estruturais

Por Mateus Benfatti, Terça Livre

Nesta segunda-feira (10/6), em sessão plenária do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a divulgação de mensagens atribuídas ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e membros da força-tarefa da Operação Lava Jato, representa uma tentativa de prejudicar a tramitação da reforma da Previdência.

Segundo Guedes, que disse duvidar que a divulgação das mensagens seja mera coincidência, várias vezes em que uma decisão importante para o país está prestes a ser tomada, o governo é surpreendido por uma avalanche de eventos que pretendem paralisar as reformas estruturais.

Não informada na agenda oficial do ministro, a reunião teve como objetivo afirmar o apoio da OAB à agenda econômica do governo, segundo a assessoria da pasta. O ministro destacou a importância dos juristas e dos advogados para trazer segurança jurídica e deslanchar a economia.

Na palestra, Guedes repetiu a metáfora de que o Brasil é uma baleia ferida que está prestes a parar de mover-se , dita na semana passada em audiência na Câmara dos Deputados. Ele reiterou que reformar a Previdência equivale a tirar os “arpões” da baleia porque permitirá ao país reequilibrar as contas públicas e voltar a crescer de forma sustentável.

Com informações da Agência Brasil

 
Matérias Relacionadas