Paraisópolis oferece visitas guiadas pela comunidade

A segunda maior favela de São Paulo, Paraisópolis, deseja sair do estigma da pobreza. Os traços culturais do bairro periférico paulistano querem se revelar. Pensando nisso, a União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP) criou o programa “Paraisópolis das Artes”. O estímulo cultural da comunidade será reforçado com a participação do Ballet Paraisópolis, Orquestras Filarmônicas, visita à casa construída com garrafas pets por Antenor Feitosa e ao ateliê de Berbela – artista que utiliza sucata de carros para elaborar esculturas.

Além dos passeios principais, os roteiros podem incluir café da manhã, tour pelo condomínio E – que foi reconhecido por ser uma moradia popular sustentável – e pela rádio comunitária Nova Paraisópolis. Além de revelar as culturas e os atrativos da região, o tour tem um cunho social. Os turistas poderão entrar em contato com líderes comunitários que falam sobre a história da formação de Paraisópolis e sobre o panorama atual do bairro. O tour guiado dura aproximadamente o dia inteiro. O valor (R$ 150 por pessoa) é revertido em prol de projetos sociais e trabalhadores que estão inclusos no roteiro. Para agendar é preciso entrar em contato via e-mail: artes@paraisopolis.org ou pelo telefone (11) 3501-3275.

 
Matérias Relacionadas