Página Anonymous Rio no facebook é hackeada

RIO DE JANEIRO – A página no facebook Anonymous Rio foi invadida na noite desta segunda-feira (4) e seus administradores removidos. Às 20h41, um post anunciava na timeline da famosa página: “Hacked” e “Game over” e terminava com a frase “Assumam seus erros, assumam suas falhas. Chega de hipocrisia, chega de enrolação. Falsos! Falsos! Fora destes 7 mares!” e uma compilação de fotos pornográficas com a máscara do personagem Guy Fawkes, símbolo dos Anonymous.

Em 23 de outubro os administradores da Anonymous Rio postaram na linha de tempo da página uma denúncia de que teriam recebido ameaças e pedindo para que seus seguidores ficassem atentos para o que poderia vir a ocorrer e convocando uma “vigília” na página, pois, segundo a denúncia, seus administradores poderiam ser enquadrados na nova lei fluminense de organização criminosa (12.850/13) “antes do dia 5 de novembro”.

O post finalizava com um dos lemas dos Anonymous “Unidos por um, divididos por zero!” e denunciava ainda a “mídia corporativista” e o “terrorismo de Estado”, em referência à ameaça denunciada, rejeitando uma provável tentativa de terem seus posts classificados como “incitação à violência”. No comunicado, os administradores destacavam ainda a função que que a página vem desempenhando na veiculação de informações sem manipulação e afirmavam não temerem a prisão.

Com 173 mil seguidores, a página Anonymous Rio no facebook tem se destacado na divulgação e articulação em rede de muitos dos recentes protestos no Rio de Janeiro desde o início do ano, como o Dia do Basta à Corrupção, os protestos da tarifa de transporte público que levou 1 milhão de cariocas às ruas em junho e o de Sete de Setembro, este no Dia da Independência.

Numa nota postada em 20 de junho, a administração da página já repudiava “uma certa movimentação da mídia, de uma forma geral, em associar Anonymous Rio com a organização das manifestações”, o que segundo ela “não condiz com a realidade”, já que teria função informativa descentralizada sendo apenas mais um dos muitos veículos de divulgação independente, enquanto as recentes manifestações não possuíram organização e se desenvolveram por mobilização espontânea. “Nós buscamos cumprir a função social que a mídia teria que cumprir: informar.”

Segunda página ativista sequestrada em cinco dias

Na quinta-feira passada (31), a página Quero o Fim da Corrupção, outra página no facebook que promove manifestações, também foi invadida por hackers. No dia 1º de novembro, o administrador da página Rafael Carvalho informava, na nova página recém-criada do movimento, que trabalha para recuperar a antiga, podendo acionar a Justiça se necessário, e pedindo a todos que compartilhassem.

“Uma página que foi construída ao longo de 5 anos nos foi tirada por alguém com interesses escusos. Nós lutamos pelo fim da corrupção e por um país mais justo. Nos impomos regras severas que nos limitam a sempre postar com a verdade e isenção. Não somos e jamais seremos os donos da verdade, mas sempre lutaremos por ela. Quem roubou nossa página achou que nossa luta para por conta disso, mas se enganou. Somos milhões, mas somos uno em um único objetivo!”, declarou no post.

“Estão querendo nos calar, mas eles não vão conseguir!”, disse a administradora Pérola numa postagem de hoje em que também denunciava a invasão da página Anonymous Rio.

No início de abril do ano passado a página Ocupa Rio, parceira da Anonymous Rio e vertente no Rio da Occupy Brazil, foi sequestrada por um moderador dissidente, que removeu os demais administradores, que conseguiram recuperá-la no dia seguinte. O incidente ocorreu num momento em que o movimento voltava a realizar atividades, após a eclosão da versão carioca do Occupy Wall Street, na Praça da Cinelândia, no centro da cidade.

Página Anonymous Rio hackeada (Captura de tela do facebook)
Página Anonymous Rio hackeada (Captura de tela do facebook)

Leia na íntegra a denúncia da administração do Anonymous Rio, feita há exatos 12 dias:

Anonymous Rio
23 de outubro

MAIS UMA VEZ ESTAMOS EM ESTADO DE ALERTA

Recebemos informações de que podemos ser os próximos a “servir de exemplo”. Pode ser que nos próximos dias, antes do dia 5 de novembro, nós sejamos enquadrados na nova lei de organização criminosa.

Não nos intimidamos com o terrorismo do Estado. Temos absoluta certeza da lisura de nosso trabalho. Mesmo com as tentativas da mídia em transformar nossas postagens em qualquer incitação à violência ou algo do gênero qualquer um que às acompanhe sabe que isso não existe. A mídia edita e transforma tudo conforme lhe convêm, aqui vocês tem acesso a tudo na íntegra. Se existem criminosos eles são a mídia corporativista e o Estado.

Novamente queremos pedir a todos que nesses dias façam uma “vigília” aqui na página. Sabemos que as atualizações não chegam para todos, e isso é do próprio Facebook, então pedimos para que sempre venham aqui conferir as atualizações.

Caso alguma coisa aconteça com algum de nós, daremos um jeito que seja reportado aqui para que todos saibam.

Embora a possibilidade de sermos presos não nos agrade, também não nos amedronta. Desde o início sabemos que o Estado é covarde e não joga limpo, não tememos.

Ainda que atrás das grades continuaremos nosso trabalho de informar e levar reflexão e opções de alternativas, mas infelizmente somente para os que estiverem encarcerados.

A todos vocês pedimos que não desanimem. Ainda que esse meio de comunicação caia, existem muitos outros de pé. Todos nós, sem exceção, somos repórteres, filósofos, pensadores, agentes políticos. Com isso em mente todos devemos nos manter nesse trabalho com muita sabedoria, maturidade, inteligência e estratégia.

Seguimos sempre em frente!

UNIDOS COMO UM, DIVIDIDOS POR ZERO!!!”

Denúncia feita pelos administradores da página Anonymous Rio em 23 de outubro (Captura de tela do facebook)
Denúncia feita pelos administradores da página Anonymous Rio em 23 de outubro (Captura de tela do facebook)
 
Matérias Relacionadas