Omicron: Biden estende mandato de máscara em aviões e torna testes mais rígidos para viajantes

Por Tom Ozimek

A administração Biden está aumentando as restrições para viajantes que chegam e dentro dos Estados Unidos, exigindo protocolos de teste mais rigorosos e estendendo o mandato da máscara existente em voos domésticos e transporte público para combater as variantes da COVID-19 durante os meses frios de inverno.

A Casa Branca disse em 2 de dezembro que o presidente Joe Biden iria anunciar as mudanças no final do dia, com as ações vindo em resposta à ameaça das variantes da COVID-19 – tanto a Delta quanto a cepa Omicron recentemente surgida.

Os viajantes internacionais que vierem aos Estados Unidos terão que fazer o teste da COVID-19, doença causada pelo vírus do PCC (Partido Comunista Chinês), no prazo de 24 horas após a partida, independentemente da nacionalidade ou do estado de vacinação. Isso é uma mudança em relação às atuais 72 horas.

“Este cronograma de teste mais restrito fornece um grau adicional de proteção à saúde pública, à medida que os cientistas continuam a avaliar a variante do Omicron”, disse a Casa Branca.

Os viajantes também terão que continuar usando máscaras até 18 de março em aviões, trens e outros meios de transporte público, bem como em centros como estações de ônibus internas e aeroportos. Essa exigência deveria expirar em 18 de janeiro. As pessoas que não cumprirem a exigência de mascaramento enfrentarão uma multa mínima de $ 500 e até $ 3.000 por reincidência.

Biden também deve encorajar mais americanos a receber uma injeção de reforço e anunciar medidas destinadas a expandir a adoção da vacina, incluindo uma campanha de educação pública envolvendo parceiros farmacêuticos federais, a Associação Americana de Pessoas Aposentadas (AARP) e o Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS).

“Parceiros de farmácias estão lançando campanhas de divulgação  para incentivar o público a obter seus reforços, e estão enviando milhões de mensagens de texto, ligações e e-mails para clientes qualificados com informações sobre como agendar uma consulta ou visita para sua dose de reforço, A Casa Branca disse, observando também que as farmácias federais parceiras vão expandir o acesso às doses de reforço, oferecendo doses à noite e nos fins de semana.

As campanhas educacionais da AARP e HHS se concentrarão em encorajar os idosos a obter uma terceira dose.

Biden pedirá aos empregadores em todo o país que forneçam folga remunerada aos funcionários para receber reforços e anunciará um novo esforço para lançar centenas de clínicas de vacinação familiar em todo o país para expandir o acesso às vacinas.

Outras medidas incluem o aumento da disponibilidade de testes domésticos gratuitos COVID-19.

“Temos as ferramentas de saúde pública de que precisamos para continuar a combater este vírus sem fechar nossas escolas e negócios”, disse a Casa Branca, acrescentando que “as ações de hoje irão garantir que estejamos usando essas ferramentas da forma mais eficaz possível para proteger os americanos contra essa variante e continuar a lutar contra a variante Delta durante os meses de inverno, quando os vírus tendem a se prosperar. ”

Especialistas em saúde pública disseram que é necessário mais tempo para determinar se a nova variante Omicron é mais transmissível, mortal ou resistente a vacinas do que outras cepas.

A Casa Branca disse acreditar que as vacinas atualmente autorizadas fornecem pelo menos alguma proteção contra a nova cepa e que as vacinas de reforço fortalecem essa proteção significativamente.

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas