As oito virtudes

As oito virtudes são os critérios que Confúcio deixou para que as pessoas seguissem. As oito virtudes são: a devoção filial, o respeito pelos irmãos, a lealdade, guardar as promessas, cortesia, justiça, honestidade e a vergonha. Diz-se que quando uma pessoa carece das oito virtudes, ou se esquece delas, uma pessoa não pode ser vista como um ser humano porque já esqueceu os padrões de um ser humano. A primeira das oito virtudes é a devoção filial. Algumas pessoas dizem que a devoção filial é o primeiro dos cem atos amáveis e a complacência é o primeiro dos cem atos perversos.

Falemos sobre o que é “ser pior que uma besta”. Um cordeiro se ajoelha para ser amamentado e o corvo mais jovem alimenta os corvos velhos. Isso se chama “devoção filial”. Um galo canta ao amanhecer e um ganso selvagem voa ao norte a cada primavera e ao sul a cada outono. Isso se chama “manter as promessas”. Quando um ganso selvagem ou um pato real perde o seu par, nunca buscará outra fêmea. Isso se chama “lealdade”. Quando um cervo encontra um bom pasto, chamará o grupo inteiro para compartilhar e quando uma formiga encontrar comida reunirá todo o formigueiro. Isso se chama “justiça”. Por favor, lembre-se dessas quatro virtudes, pois inclusive uma besta é capaz de manter essa virtude. Se um ser humano não tem nenhuma virtude em absoluto, é considerado “pior que uma besta”.

 
Matérias Relacionadas