Oficial chinês demitido por ajudar vítimas de terremoto

Yang Chengyi, vice-chefe do município de Qingyuang, foi demitido por estar ausente quando requisitado nos esforços de resgate quando estava muito ocupado ajudando vítimas do terremoto numa área remota (Weibo.com)

O público chinês expressou simpatia por um oficial do Partido Comunista Chinês (PCC) de Sichuan que foi demitido na quarta-feira porque estava ocupado ajudando pessoas em outra área.

Yang Chengyi, vice-chefe do município de Qingyuan, foi demitido de seu cargo por estar ausente do local de trabalho na vila de Hengxi.

No entanto, moradores e colegas de trabalho se pronunciaram em defesa de Yang Chengyi, dizendo que ele estava distribuindo suprimentos de ajuda humanitária em lugares remotos quando inspetores disciplinares compareceram em Hengxi.

Um colega dos trabalhos de resgate, que preferiu se manter anônimo, disse ao Diário da Manhã do Sul da China que os inspetores não conseguiram contatar o celular de Yang Chengyi, pois sua área não tinha recepção.

“Ele foi injustiçado”, acrescentou o colega. “Ele é um oficial muito responsável e um homem honesto.”

O terremoto de magnitude 7,0 que atingiu o condado de Lushan em 20 de abril matou pelo menos 196 pessoas e feriu mais de 11 mil, segundo relatos oficiais.

Apesar de perder o emprego, Yang Chengyi retornou ao trabalho, auxiliando o local do desastre por longas horas.

“Só quero fazer meu melhor pelos esforços de socorro”, disse ele ao Diário da Manhã. “Não quero me defender. Só quero fazer o que posso para ajudar as vítimas e aldeães locais.”

Internautas admiraram a atitude de Yang Chengyi e desejaram que mais oficiais fossem como ele.

“Yang Chengyi é responsável pelo trabalho de resgate em muitos lugares; ele não pode estar em vários lugares ao mesmo tempo”, escreveu um internauta no serviço BBS da China. “Um bom supervisor deve ter pleno conhecimento da situação antes de tomar uma decisão.”

Outro internauta comentou, “Basta olhar para a camisa branca sem pregas do secretário do Comitê do condado e para o rosto cansado e descabelado do vice-chefe Yang Chengyi para saber quem está realmente fazendo seu trabalho.”

Um terceiro disse, “Um bom funcionário é aprovado pelo povo e não por seu supervisor.”

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas