No Maranhão de Flávio Dino, Bolsonaro discursa contra o comunismo

Por Bruna de Pieri, Terça Livre

Nesta quinta-feira (29), em discurso na cidade de Imperatriz, no Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que seu governo não deixou de lado a defesa da liberdade dos cidadãos e disse que em breve, vai anunciar a “erradicação do comunismo no Brasil”.

O Maranhão é governado pelo comunista Flávio Dino, do PCdoB, que não foi convidado para nenhuma das atividades do presidente e ficou reclamando do presidente nas redes sociais.

Esta é a primeira vez que Bolsonaro visita o estado. O presidente fez uma visita técnica às obras de restauração da BR-135, no quilômetro 37, e inaugurou um trecho de 3,7 km entre São Luís e o município de Bacabeira.

“Nós vamos mandar embora o comunismo do Brasil. Nós não aceitamos esse regime ditatorial onde o povo não tem vez. Nós somos da liberdade, da verdade. Junto com vocês, construiremos um novo Brasil”, declarou.

Ainda durante seu discurso,  o presidente afirmou que a “sagrada” bandeira brasileira jamais será turvada de vermelho.

Bolsonaro concluiu: “Nós estamos concluindo obras, não importa se começadas há 30, 40 anos. Isso demonstra o carinho e o respeito com o dinheiro de vocês. Temos os melhores ministros da História do Brasil. Ninguém nunca viu um ministro como Tarcísio nos últimos 30 anos”.

E finalizou:

“Estaremos outras vezes aqui [no Maranhão] para comemorar a erradicação do comunismo em nosso Brasil”.

Apoiadores do presidente gritaram várias vezes “Fora Flávio Dino” durante a cerimônia.

 

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas