Nissan aumenta perspectiva de lucro mas vê falta de chips para crescimento

'2022 será impulsionado por quantos carros podemos fabricar, em vez de quantos podemos vender'

Por Reuters 

TÓQUIO – A Nissan Motor Co elevou, na terça-feira, sua perspectiva de lucro para o ano inteiro, uma vez que aumentou o lucro por veículo, mas afirmou que o acesso aos escassos semicondutores seria o principal impulsionador do crescimento futuro dos lucros.

Como outras grandes montadoras globais, a Nissan foi forçada a reduzir a produção de veículos, mesmo em meio à forte demanda em mercados-chave, como China e Estados Unidos, devido à escassez de chips causada por interrupções na rede global de fornecimento devido à COVID e a concorrência pelo componente por várias indústrias.

“2022 será impulsionado por quantos carros podemos fabricar, em vez de quantos podemos vender”, afirmou o diretor de operações da Nissan, Ashwani Gupta, em um briefing após seu último anúncio de ganhos.

Algumas montadoras afirmam esperar que a escassez de chips diminua no segundo semestre de 2022, embora algumas fabricantes de chips automotivos tenham alertado que uma recuperação pode demorar mais.

A empresa elevou sua previsão de lucro operacional para o ano até 31 de março em 17 por cento, para 210 bilhões de ienes (US$ 1,82 bilhão), ajudada pelo corte de custos que melhorou as margens e um iene mais fraco que aumentou o valor em ienes das vendas no exterior.

Essa perspectiva é superior a um lucro médio de 194 bilhões de ienes com base em estimativas de 20 analistas, mostram dados da Refinitiv.

A escassez de carros para os consumidores comprarem também significa que a terceira montadora japonesa vem ganhando mais por carro porque não precisa mais oferecer grandes incentivos financeiros para atrair consumidores, principalmente nos Estados Unidos.

A montadora número 3 do Japão manteve sua meta global de vendas para o ano inteiro de 3,8 milhões de veículos, após cortá-la de 4,4 milhões em novembro.

“Espero que possamos obter mais semicondutores”, declarou o diretor financeiro da Nissan, Stephen Ma, no briefing.

O lucro operacional nos três meses até 31 de dezembro quase dobrou para 52,2 bilhões de ienes (US $451,8 milhões), superando um lucro médio de 35,8 bilhões de ienes estimado por nove analistas, mostram dados da Refinitiv.

O volume de varejo no trimestre encolheu 16,3 por cento em relação ao ano anterior, para 904.000 veículos, com a maior queda nos Estados Unidos, que caiu 19,8 por cento.

Por Tim Kelly

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas