Navalny denuncia corrupção de Putin dias antes de protestos na Rússia

Por Bruna Lima, Terça Livre

Alexei Navalny, que é um dos maiores opositores do presidente da Rússia, Vladimir Putin, divulgou na terça-feira (19) um vídeo no qual ele e seus aliados acusavam o líder russo de possuir um grande palácio.

Navalny, que teve sua prisão preventiva decretada por 30 dias no último domingo (17), pediu na segunda que seus apoiadores tomassem as ruas em protesto contra o atual governo russo, conforme o Terça Livre noticiou.

As acusações feitas hoje, segundo a Agência Reuters, surgiram pela primeira vez em 2010, quando um empresário escreveu sobre elas ao então presidente Dmitry Medvedev denunciando uma possível corrupção oficial.

A Reuters também relatou em 2014 que uma propriedade no sul da Rússia havia sido parcialmente financiada pelo dinheiro do contribuinte que iriam para o projeto de um hospital que valeria cerca de US$1 bilhão.

“Um porta-voz de Putin na época não respondeu às perguntas sobre as descobertas da Reuters”, disse a Agência.

Navalny e uma fundação anticorrupção chegaram a publicar algumas provas que evidenciavam as acusações contra Putin, porém não houve apuração das denúncias.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, chegou a dizer que as alegações sobre o palácio eram antigas e falsas.

“Não estou familiarizado com esta investigação”, disse Peskov, segundo a agência Interfax.

“No entanto, posso dizer imediatamente que este é um recorde antigo. Explicamos há muitos anos que Putin não tem nenhum palácio em Gelendzhik (no sul da Rússia)”, afirmou.

O protesto dos opositores de Putin está previsto para acontecer no próximo sábado (23).

Com informações: Agência Reuters.

 

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas