Nascimento de tubarão em cativeiro surpreende pesquisadores

Pesquisadores se surpreenderam ao ver um filhote de tubarão nadando num tanque do Centro de Visitantes, na Praia do Forte, há 50 km de Salvador. O filhote foi identificado quando tinha cerca de 26 cm de comprimento e, atualmente, já se alimenta com pedaços de lula, segundo informe do ICMBio.

A médica veterinária, Thaís Pires, do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação das Tartarugas Marinhas (Tamar), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), disse que animais selvagens dificilmente se reproduzem em cativeiro.

O tubarão-enfermeiro, também conhecido como tubarão-lixa (Ginglymostoma cirratum) é encontrado nas regiões tropicais do oceano Atlântico e Pacífico oriental. É uma espécie ameaçada de extinção e foi declarada extinta na costa do Rio de Janeiro, segundo a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em Inglês).

Os tubarões têm sido mantidos, no Centro de visitantes, para fins de conscientização de preservação dos mares e oceanos, informou o ICMBio.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas