‘Não Desvie o Olhar’: uma campanha-missão de cada cidadão brasileiro

Não Desvie o Olhar’ é uma campanha que vem sendo difundida internacionalmente para denunciar e combater a exploração sexual e o tráfico de crianças e adolescentes.

O Brasil é um dos países onde o turismo sexual e a exploração sexual de crianças e adolescentes é grande, inclusive sendo uma das rotas do tráfico de adolescentes e crianças para fins sexuais.

É uma situação bastante delicada para adolescentes e jovens de famílias de baixa renda, especialmente de cidades do nordeste, que muitas vezes acabam sendo aliciadas pela prostituição e/ou sendo envolvidas em esquemas de grupos criminosos que vivem do comércio sexual e usam violência, ameaças e outros artifícios, inclusive para traficarem jovens e crianças para vendê-las em outros países.

Nesse sentido, esse momento em que ocorrerá a Copa do Mundo é importante por dois motivos: porque o turismo sexual, a exploração sexual de crianças e adolescentes e o tráfico de pessoas tende a aumentar muito; e porque é uma grande oportunidade de alertar e mostrar aos turistas, mas também aos brasileiros envolvidos com a exploração sexual de jovens, que o Brasil e os brasileiros se opoem firmemente ao turismo sexual e à exploração sexual de adolescentes e crianças, e que existem leis e punições severas para os envolvidos em tais atividades.

A campanha “Não Desvie o Olhar” é uma criação da ECPAT (End Child Prostitution, Pornography and Trafficking – Fim da Prostituição, da Pornografia e do Tráfico Infantil) e vem sendo feita em 17 países.

Foi recebida e está sendo coordenada no Brasil pelo Conselho Nacional do SESI e pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Vem sendo articulada maiormente nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo no Brasil. Mas, um dos objetivos é aumentar o número de parceiros civis e governamentais, através do aumento do número de instituições e de cidades no projeto. Veja aqui como você, a sua instituição ou a sua cidade podem participar.

“Não Desvie o Olhar” é o carro-chefe atual do projeto “Prevenção da Exploração Sexual no Turismo e Sensibilização dos turistas durante os Grandes Eventos”, projeto este que é uma parceria da Frente Nacional de Prefeitos e do instituto italiano ISCOS-Piemonte (Istituto Sindacale per la Cooperazione allo Sviluppo – Piemonte; Instituto Sindical pela Cooperação ao Desenvolvimento – Piemonte), e que é co-financiado pela União Europeia.

Na prática

Na prática todos os brasileiros poderão atuar ativamente para combater a exploração sexual infantil, o turismo sexual e o tráfico de jovens, especialmente nesse período da Copa do Mundo. É um momento importante e propício para desestimularmos essas atividades e deixarmos claro para os turistas que respeitamos e cuidamos de nossas crianças, inclusive legalmente.

A campanha “Não Desvie o Olhar” é uma alusão ao descaso e à timidez que por vezes se manifestam nas pessoas quando presenciam possíveis situações de abuso e exploração sexual infantil. É uma alusão à nossa grave omissão nesses assuntos, e nos alerta para sermos responsáveis e ativos para coibirmos a exploração sexual infantil e o turismo sexual.

O slogan da campanha, que em breve estará em portos, aeroportos, estações de ônibus e metrô, jornais, revistas, tv, internet, outdoors e outros será: “Não Desvie o Olhar. Proteja nossas crianças e adolescentes. Exploração sexual é crime. Disque 100 e denuncie”

As denúncias podem ser feitas através do Disque 100: basta discar 100 para denunciar qualquer suspeita de situação de exploração sexual de crianças e adolescentes, de turismo sexual ou tráfico de pessoas. As denúncias são sigilosas, portanto é possível denunciar mesmo vizinhos ou conhecidos sem se identificar.

Muitas crianças correrão um sério risco nos próximos meses, muito maior do que já vêm correndo, devido ao grande número de turistas que virão para a Copa. É nosso dever estarmos atentos para protegê-las e mostrarmos a nossa determinação e clareza de propósito aos turistas quanto ao nosso cuidado e preservação de nossas crianças e adolescentes.

Que todos sejam bem-vindos e que desfrutem conosco de uma bela festa. Mas, que igualmente respeitem nosso país, nossas leis e nossos cidadãos.

 
Matérias Relacionadas