Nanofios surpreendem ao concentrar 15 vezes mais luz solar

A descoberta tem enorme potencial para o desenvolvimento de novas células solares
Ampliação dos cristais de nanofios usados como células solares (Instituto Niels Bohr)

Cientistas do Instituto Niels Bohr da Universidade de Copenhague na Dinamarca e da Escola Politécnica Federal de Lausanne na Suíça demostraram que um único nanofio, 10 mil vezes menor do que um fio de cabelo, é capaz de concentrar 15 vezes mais luz solar do que o normal.

“Os resultados são surpreendentes e o potencial para o desenvolvimento de um novo tipo de célula solar de alta eficiência é enorme.”

Os nanofios concentram os raios do sol de maneira natural numa área muito pequena em sua estrutura cristalina.

Peter Krogstrup, um dos integrantes do estudo, diz que isto ocorre porque o diâmetro de um cristal de nanofio é menor do que o comprimento de onda da luz do sol, o que “pode causar ressonâncias na intensidade da luz e em torno dos nanofios”.

Raios de sol incidem sobre um nanofio situado sobre um substrato neste desenho amostral do experimento (Instituto Niels Bohr)

“Por conseguinte, as ressonâncias podem concentrar luz solar, que é convertida em energia e pode ser usada para fornecer maior eficiência à conversão da energia solar”, diz Krogstrup.

Para os cientistas do Instituto Niels Bohr, essa descoberta dá um verdadeiro impulso à pesquisa em tecnologia de células solares baseada em nanofios.

Além do limite da eficiência

Os novos resultados mostram que o limite de referência das células solares, conhecido como “limite de Schockley Queisser”, foi excedido e agora pode ser aumentado.

“É emocionante quando um pesquisador avança os limites teóricos”, diz Krogstrup.

O cientista explica que, embora aparentemente se trate apenas de uma questão de porcentagem, o fato tem grandes implicações.

Entretanto, ele reconhece que levará alguns anos até que a produção de células solares com nanofios seja uma realidade.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas