Museu de História Natural de Nova Iorque removerá estátua de Roosevelt devido a protestos contra racismo

Por Samuel Allegri

Uma estátua de bronze do 26º presidente dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt , será removida da entrada principal do Museu Americano de História Natural devido a alegações de “racismo” e simbolismo do domínio colonial.

Na segunda-feira, a Comissão de Design Público da Cidade de Nova Iorque votou unanimemente pela remoção da estátua do presidente, que estava no museu há mais de 80 anos, relatou o The New York Times.

Os protestos que levaram às negociações por mais de um ano e, em última instância, à votação recente foram em grande parte devido a um afro-americano e um nativo americano sendo representados em ambos os lados de Roosevelt, que está montando um cavalo.

Em meados de 2020, desafios levaram o museu, que pertence à cidade de Nova Iorque, a propor a remoção da estátua.

O prefeito Bill de Blasio disse mais tarde que apoiava a petição.

“O Museu Americano de História Natural pediu a remoção da estátua de Theodore Roosevelt porque ela descreve explicitamente os negros e índios como subjugados e racialmente inferiores ” , disse de Blasio.

O bisneto do presidente, que também é administrador de museu, disse em nota que apoia a ideia.

“O mundo não precisa de estátuas, relíquias de outra época, que não refletem nem os valores da pessoa que eles afirmam honrar, nem os valores de igualdade e justiça”, disse Theodore Roosevelt IV, 77.

“A composição da estátua equestre não reflete o legado de Theodore Roosevelt. É hora de mover a estátua e seguir em frente ”.

A estátua será transferida para uma instituição cultural que preserva a vida e o legado de Roosevelt.

A decisão veio no momento em que vários protestos eclodiram recentemente em todo o país, alegando desigualdade racial.

A presidente do museu, Ellen Futter, disse ao New York Times que a decisão foi tomada por causa da “composição hierárquica” da estátua e não por causa do presidente, a quem o museu considera um “pioneiro da conservação”.

O museu também está mudando o nome de seu “Salão da Biodiversidade” para “Roosevelt” como um gesto compensatório “em reconhecimento ao seu legado de conservação”.

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas