Muro gigante é construído em Munique para isolar refugiados

Na semana em que se comemora 27 anos da queda do muro de Berlim, na Alemanha, um bloqueio de quatro metros de altura começou a ser construído em Munique.

O muro, que provocou polêmica entre os moradores, tem cem metros de comprimento e seu objetivo é isolar um albergue para jovens refugiados.

A obra começou por causa de uma briga judicial entre a administração de Munique e sete moradores de Neuperlach, um bairro de 55 mil habitantes localizado na região sudeste da cidade.

Com capacidade para 160 menores, a instalação do albergue foi apresentada em 2014 e os moradores prestaram queixa sobre a provável “polução acústica” que seria provocada pelos jovens.

Leia também:
Assembleia Nacional da Venezuela declara que país vive ditadura
Primeira-ministra britânica quer dar início a Brexit em março

O político independente Guido Bucholtz fez um vídeo que mostra o muro quase finalizado e o compara ao muro de Berlim, que separava a Alemanha Ocidental, capitalista, de seu lado Oriental, socialista.

“O muro, tal como se ergue agora, é o contrário do que entendo por integração. É um símbolo da exclusão”, declarou Bucholtz.

Exigências dos moradores, o muro tem altura de quatro metros, mais alto que a histórica barreira em Berlim (3,6 metros), e é impossível de ser escalado.

Stephan Reich, de 59 anos, é um dos requisitantes. Ele declarou que não tem “nada contra” o albergue porque a cidade tem que “abrigar essa gente em algum lugar”.

“Mas 160 pessoas farão um barulho considerável e nós queremos poder continuar vivendo aqui com tranquilidade”, afirmou.

 
Matérias Relacionadas