Multidões pelo mundo protestaram contra o lockdown no último final de semana

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

Após diversas medidas autoritárias de governantes pelo mundo, manifestantes de vários países resolveram ir às ruas neste último final de semana para protestar contra as medidas de lockdown.

Além de Londres, que registrou o maior protesto anti-lockdown desde o início da pandemia, a população foi às ruas nas cidades de Toronto, no Canadá, Amsterdam, na Holanda, Sérvia, diversas cidades da Alemanha e Suíça.

Em Londres manifestantes resolveram enfrentar pacificamente a polícia. Sem máscara, a população de Londres furou o bloqueio policial para protestar contra o lockdown.

Já em Amsterdam, veteranos de guerra resolveram apoiar a população, criando uma “barreira humana” para proteger os manifestantes (que também protestavam de forma pacífica contra o lockdown) da polícia local.

“As restrições vão longe demais e acredito que posso tomar boas decisões com minha sanidade. Posso ser aconselhada por pessoas mais conhecedoras desse vírus, mas não quero ser obrigada a cumprir essas medidas”, declarou Julia, uma das manifestantes de Berlim, na Alemanha.

Nas demais cidades, todos os protestos ocorreram de forma pacífica, e o povo mandou uma mensagem em alto e bom som: estão cansados do autoritarismo estatal e são contra as medidas de lockdown.

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas